[RESENHA]"A Garota do Calendário - Janeiro" de Audrey Carlan | Por Mac Batista

Sinopse: "Mia Saunders estava recomeçando sua vida depois de escapar de Las Vegas quando um telefonema traz ela de volta à cidade do pecado. Seu pai não conseguiu pagar seu agiota e agora sua vida estava por um fio, cabendo a Mia salvá-lo dessa enrascada. O problema? O agiota é o seu cruel ex-namorado. Mais um cara na lista de babacas que ela tinha se apaixonado, mas não mais. Assim, Mia deverá servir como uma acompanhante de luxo para a companhia de sua tia e pagar mensalmente parte da dívida de seu pai até conseguir pagar tudo. Um mês com um homem rico com quem ela não precisa dormir ao menos que ela queira? Parece ser fácil, mas as coisas não são o que parecem".

Ficha Técnica  | Título: A Garota do Calendário - Janeiro |Autora: Audrey Carlan | Verus Editora | 2016 | Brochura | 127 páginas | Adquira seu exemplar, aqui.

"Em completo e absoluto fascínio, vi seu corpo se mover na paisagem. O surfista era uma delícia. Dava um novo significado à expressão 'colírio para os olhos'"

Olá pessoas, tudo bom? Depois de longas férias 'forçadas' do AIL, eis que retorno com uma novidade do universo literário feminino! A mais nova série de Literatura Hot e a queridinha do momento: "A Garota do Calendário"!

Confesso que - há alguns dias - eu estava numa livraria procurando algo para ler, que não tinha nada a ver com o quê encontrei. E garimpando aqui, ali e acolá me deparei com este exemplar. Não estava em um local de muito destaque, o que me gerou um pouco de dúvida se deveria ou não comprá-lo. 

Então, parti para algumas táticas infalíveis numa tomada de decisão como esta: li a sinopse, procurei por referência mundiais. Tudo ok! E, de acordo com a minha pesquisa este livro era o mais novo fenômeno editorial nos EUA, com  mais de 2,5 milhões de cópias vendidas. Portanto, pouca coisa ele não era! No entanto, tinha dúvidas se a história conseguiria realmente me envolver.

A série "A Garota do Calendário" conta a história de Mia Saunders que de uma hora para outra se vê obrigada a trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia para saudar uma dívida que o seu pai - viciado em jogatina e bebidas - contraiu com um agiota. O prazo para saudar esta dívida? Um ano. Em um ano ela teria que levantar - nada mais, nada menos - do que um milhão de dólares.

A cada  mês um cliente diferente! Um mês em cidades diferentes, com homens ricos que ela não precisaria transar se não quisesse! Dinheiro fácil! Um mundo que ela não conhecia! Para Mia que não queria envolvimento com nenhum homem, esta era a solução perfeita! Seu objetivo era juntar o máximo de grana possível para saldar a dívida de seu pai, pagar os estudos de sua irmã mais nova e estabilizar, por um bom tempo, a sua vida financeira.

E tudo transcorria perfeitamente bem até Mia conhecer Weston Charles Channing Terceiro [Juro que ri muito quando li este nome! ha-ha-ha], um roteirista badalado de Malibu que precisa de uma bela mulher para acompanhá-lo aos eventos da indústria cinematográfica  e afastar as interesseiras de plantão [as periguetes de luxo!... sim, elas existem... e em grande escala! ha-ha].

Mia desempenha o seu papel perfeitamente, enquanto luta para não cair em tentação já que Wes é o homem mais bonito, sexy e charmoso que ela conheceu em toda a sua vida. Em outras palavras, um perigo total para seu planos!  Por outro lado, Wes leva um vida agitada e não gosta de se envolver emocionalmente com nenhuma mulher! 

No entanto, quando ele conhece Mia e passa a conviver com ela, percebe que a satisfação de ter uma mulher tão bonita ao seu lado vai além do contrato assinado com ela. E, para se calçar, resolve fazer um acordo 'extra-oficial' com Mia: eles passariam um mês juntos - como casal monogâmico - e fariam sexo, sem compromisso e sentimentos envolvidos. Mia aceita e Wes fica satisfeito. Ele só não contava de virar refém de suas próprias regras, das quais Mia seguiu a risca até fim! Bem... mais ou menos! rs.

"A Garota do Calendário - Janeiro" é um história bem interessante, descontraída e - é óbvio - recheada de momentos picantes. Confesso que já li melhores, mas para um dia chuvoso é uma boa pedida. Ele é curtinho, não chega nem a 15o páginas. Já iniciei a leitura do próximo livro da série, me perguntando quais serão as novas aventuras e descobertas de Mia Saunders que serão muitas já que esta série contém 12 livros!

Bjins e inté,
Mac Batista


A coleção completa:


O post [RESENHA]"A Garota do Calendário - Janeiro" de Audrey Carlan | Por Mac Batista apareceu primeiro em  APENAS Impressões Literárias .

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...