[RESENHA] "Quando um Homem Ama Uma Mulher ", de Bella Andre | Por Stef Rhoden

Sinopse: Para Mary Sullivan, reunir-se com os oito filhos, genros, noras e netos no chalé do Lago Tahoe é sempre um motivo de alegria. Cada um dos objetos que decoram a casa traz consigo um turbilhão de lembranças, todas elas guardadas com muito carinho em seu coração. 
Ao acender a lareira em mais uma noite de inverno, Mary imediatamente volta aos dias do início do seu tórrido romance com Jack, vivenciando novamente o amor que mudaria a sua vida para sempre. 

Trecho: "Os olhos de Jack estavam mais negros, até mesmo mais intensos, do que ela se lembrava conforme ele caminhava em sua direção. Ela se esforçou para suas pernas não tremerem, e para não sair correndo direto para os braços dele". 


Título: "Quando um Homem Ama Uma Mulher" |Autora: Bella Andre |Ed. Novo Conceito | 2014 | Brochura | 298 páginas 

 Por Stef Rhoden


Resenha: Então... Quem tem acompanhado o AIL, sabe que só li três dos livros dos irmãos Sullivan: "Quero Ser Seu", "Perto de Você" e "Em Meus Pensamentos". Assim, quando recebi este livro pelo correio, fiquei feliz, afinal, a história é sobre Mary e Jack, a mamãe e o papai Sullivan. Queria saber como eles se conheceram e como conseguiram criar uma família de oito filhos. Mas logo meu coração se apertou um pouco. É claro que o pai de seis homens fabulosos como Chase, Marcus, Smith, Gabe, Ryan e Zach e a mãe de mulheres fantásticas como Lori e Sophie não seriam menos fabuloso ou fantástica. Respirei fundo, então, e tentei não me desanimar achando que teria uma sensação de Deja Vu. 

Talvez pode ter passado batido por mim ou talvez eu realmente não soubesse por não ter lido os primeiros livros, mas fiquei surpresa em saber que Mary era uma modelo famosa. Ela era italiana - juro que não sabia! - e foi para os States para seguir a carreira. Ficou famosíssima no mundo todo e, claro, a única pessoa que não a conhecia era o engenheiro bonitão Jack Sullivan, que, desde que se formara em Stanford, só tinha foco para uma coisa: o projeto de sua Agenda Eletrônica de Bolso. Assim, Jack encontra Mary por acaso em uma sessão de fotos na Union Square em San Francisco e entende que ela é seu "milagre de Natal" - as respostas para sua vida profissional e, sobretudo, pessoal. E aí, começa a história... 

Bom, não vou dar spoilers a respeito, mas, quando terminei o livro, meu primeiro pensamento foi: "O que eu posso dizer sobre este livro que já não tenha dito nos anteriores?". 

A resposta: NADA. 

Sério, nada! 

O meu medo da sensação de Deja Vu se concretizou e a história de amor entre Jack e Mary não tem nada de diferente da história de seus filhos: eles se apaixonam, enfrentam uma resistência, depois ficam juntos, ficam inseguros sobre os sentimentos do outro, daí acontece alguma coisa que faz com que eles percebam que não tem jeito, se amam e pronto! Casamento no final... O que este livro tem de diferente é o começo: a história começa em uma noite de Natal, com Mary já velhinha esperando pelos filhos na casa em Lake Tahoe, montando a árvore de Natal nada comum dos Sullivans e pensando em Jack. Só! 

Mas isso não significa que o livro seja ruim ou que lê-lo tenha sido perda de tempo. A história, como todas as outras de Bella Andre, são românticas, bonitinhas, sem ousadia e até bem delicadas. Uma pitadinha de erotismo apenas. Para quem gosta de romances água com açúcar, sem grandes surpresas, esse é um ótimo livro para se ler... Eu gostei. Gostei de ver o romance do papai e da mamãe Sullivan e fiquei suspirando, querendo um Jack... Mas não posso dizer que o livro tenha me surpreendido, nem em relação à história, nem em relação à técnica da autora. 

Então, é isso! Leiam porque é legal saber, afinal, de onde saiu tanta gente fantástica e fabulosa. 

Até a próxima.



O post [RESENHA] "Quando um Homem Ama Uma Mulher ", de Bella Andre | Por Stef Rhoden[ apareceu primeiro em  APENAS Impressões Literárias .

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...