[RESENHA]"Neve na Primavera" | Por Renatinha Santos




Sinopse:“Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho. Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve. Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos, Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.”

Título: "Neve na Primavera" | Editora: Novo Conceito| Gênero: Literatura Norte-AmericanaAno: 2014| Adquiria seu exemplar, aqui. | Leia o primeiro capítulo, aqui.

Por Renatinha Santos


Confesso que ao pegar o livro e ler a sinopse não me empolguei muito. Achei a capa bonita, mas nada que despertasse o meu rápido interesse. Neste livro, Sarah Jio nos apresenta a história de duas mulheres, em duas épocas diferentes e duas dores diferentes. E assim, em capítulos alternados, acompanhamos  a narrativa das duas protagonistas guerreiras!

Primeiro conhecemos Vera, uma jovem de 20 anos e poucos anos que vive de forma precária com seu filho, Daniel, de apenas 3 anos na década de 30. Vemos a luta de uma mulher sozinha para criar um filho em meio a crise que o pais vivia na época! De forma misteriosa o garoto some de casa durante a noite, enquanto Vera trabalhava.
No capítulo seguinte, conhecemos Claire, que sofre também com a dor de uma perda que ela não consegue superar. Este fato não somente ameaça seu casamento, mas também seu emprego!

Apesar de viverem em épocas diferentes e em situações distintas, a conexão entre ambas se dá pelo “Inverno das amoras-pretas” (Blackberry Winter, no original). Que é uma expressão climática local  que significa "uma onda repentina de frio ao final de uma estação" – No contexto do livro,  esta expressão é utilizada para indicar duas nevascas inesperadas que ocorrem no dia 2 de Maio, só que com quase 80 anos de diferença.

Durante a busca de Claire pela verdade, nós passamos a conhecê-la melhor. Conhecemos seus traumas, os problemas com o marido e sua vida pessoal. Ela é uma ótima jornalista, mas passa por tantos problemas que não consegue se empolgar com nenhuma matéria. É por isso que a história de Daniel é tão importante: ela faz com que Claire sinta uma emoção que por muito tempo estava esquecida.

Uma história repleta de segredos de família (tanto da Claire  quanto da Vera). A mesma perpassa por episódios obscuros e descobertas reveladoras. É sim mais uma história onde os desencontros, riqueza e a família acaba por destruir um grande amor, mas mesmo assim bem empolgante de ler!

Simples, bonita, sem grandes enfeites ou metáforas, a escrita de Jio usa descrições muito bem detalhadas, mas nada cansativas. Estas sempre se referem aos cenários em que as histórias se desenrolam, algo realmente muito importante para nossa leitura!

Não achei o final muito surpreendente, mas mesmo previsível, "Neve na Primavera" se tornou uma boa história para se ler em um fim de semana frio com pipoca e brigadeiro!

Até a próxima, galera!

O post [RESENHA]"Neve na Primavera"  | Por Renatinha Santos apareceu primeiro em  APENAS Impressões Literárias .

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...