[RESENHA]"Soldier - Leal até o fim" de Sam Angus | Por Mac Batista

Sinopse: Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos. Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra. SOLDIER: Leal até o fim é um livro emocionante e intenso, recomendado para leitores de todas as idades, especialmente para os apaixonados por cães. 

Título: "Soldier - Leal  até o fim" | Editora: Novo Conceito|Gênero: Drama, aventura| Ano: 2015|Nº Páginas: 256 | Adquira um exemplar, aqui. |Leia um trecho do livro, aqui.

Por Mac Batista
 
Em "Soldier - Leal até o fim" vocês acompanham a história do jovem de 14 anos, Stanley e seus cães Soldier e Bones. Ele vive com seu pai, Da, um homem totalmente amargo. Da vive em seu próprio mundo sombrio onde ninguém consegue penetrar e menos ainda entender. Stanley por várias vezes tenta compreender as atitudes de seu pai, mas nunca obtêm sucesso.

Seu irmão mais velho, Tom, se alistou no Exército e foi convocado para lutar nas linhas de frente da Primeira Guerra  Mundial. A amizade e a cumplicidade entre os dois irmãos é muito bonita e Stanley vê em Tom, o seu melhor amigo.





O pai de Stanley e Tom é criador de cães de raça e quando descobre que uma de suas cadelas teve filhotes mestiços, fica irado e decide se livrar dos cãezinhos (Soldier e Bones). Revoltado com a atitude do pai, Stanley foge, levando os filhotes consigo.  Ele se alista no Exército e vai para França lutar ao lado do irmão. 

Stanley só não contava passar por apuros e ser testemunha das mazelas que só uma guerra pode proporcionar. Diante da cruel realidade, ele é obrigado a se tornar um homem de verdade para sobreviver diante das adversidades. 
"No início de novembro de 1918, foi ordenado que todos os batalhões de infantaria recebessem cães mensageiros. Após o armistício, o despacho final do marechal de campo Haig prestava homenagem ao trabalho dos cães. E, em março de 1919, os serviço foi extinto. Durante o curso da Grande Guerra, cem mil cães serviram com as nações em guerra. Destes, sete mil foram mortos."(pág. 251)
Apesar de ser uma história ficcional, o livro traz fatos históricos, dando ao leitor uma dimensão de como foi a Primeira Guerra Mundial. Óbvio que o foco principal são os cães e a relação que eles têm com Stanley. Como ocorreu com os cães na época da guerra, Soldier e Bones receberam treinamento e se tornaram  mensageiros do Exército. Uma prática muito usada pelos batalhões de infantaria, devida a comunicação precária entre os destacamentos. Com este feito, muitas vidas foram salvas... mas muitos cães pereceram.

Enfim, "Soldier - Leal até o fim" não é apenas um livro que fala sobre animais ou cães de guerra, é um livro que aborda questões sobre família, amizade e - acima de tudo - lealdade. Além disso,  o livro mostra como as pessoas podem conviver e sobreviver às dores que a vida  impõe, não se tornando amargas/rancorosas, por mais que as situações sejam propícias.

A escritora, Sam Angus, está de parabéns por nos trazer uma outra vertente sobre a Primeira Guerra Mundial. E para quem gosta de livros em que os animais são os personagens centrais, super indico esta leitura.

Bjins é inté.

O Post [RESENHA]"Soldier - Leal até o fim" de Sam Angus | Por Mac Batista  apareceu primeiro em  Apenas Impressões Literárias.

2 comentários :

  1. Oi
    Que bom que gostou da leitura desse livro, pelo que li na resenha
    parece ser uma boa história e tocante e também porque gosto de livros que se passam na guerra.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bom?

      Pois é... eu gostei bastante do livro e da vertente que a autora deu a história! Também me interesso por romances que tenham fatos históricos comprovados, acho que a coisa fica mais real e instigante! rsss

      Se tiver um tempinho, leia o livro... hiper indico!

      Obrigada por comentar e volte sempre!

      bjins e inté, Mac Batista

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...