[AILNEWS]'Rocco traz nova série, aposta jovem adulto e mais em junho"

Olá! Como vai esse começo de mês? Você que acompanha as redes sociais e o Guia de Lançamentos da editora aqui no blog já deve ter visto as capas e agora confere as informações completas dos lançamentos de junho da editora Rocco e seus selos. Nesse meio do ano a Rocco traz para o leitor o livro de Jesse Andrews que acaba de virar filme e vem conquistando leitores e crítica pelo Fábrica além de mais um romance, nova série jovem além de continuação e mais. Para seguir para o Skoob clique nas capas, conheçam os lançamentos:

Eu, Você e A Garota Que Vai Morrer, de Jesse Andrews, 288 páginas. Tradução: Ana Rezende.
Greg é um especialista na arte de passar despercebido na escola. Todos gostam dele, mas ninguém sabe realmente quem ele é (e esta é a sua grande estratégia para evitar o bullying dos colegas: se ninguém te conhece, como te considerariam um alvo?). Então ele mantém seu hobby, escrever e dirigir filmes com seu amigo Earl, em completo segredo.E estes filmes? Bem, imagine apenas que ele usa o que tiver à mão para fazer as filmagens, e que o roteiro poderia ser esquecido numa gaveta em prol da humanidade. Greg se considera o pior diretor de filmes de todos os tempos, e provavelmente é. Até que sua mãe o obriga a visitar Rachel, uma adolescente diagnosticada com leucemia. E Greg não sabe o que dizer a ela. Porém enquanto a doença da garota avança rapidamente, ele e Earl têm uma ideia: fazer o melhor (e pior) filme do mundo em homenagem a Rachel. Um final feliz para Rachel antes que seja tarde demais...
O Enigma do Pássaro de Fogo, de H.L. Dennis, 320 páginas. Tradução: Lucas Peterson.
Imagine a oportunidade de desvendar o Manuscrito Voynich – um enigma que já derrotou incontáveis adultos por séculos. Um manuscrito ancestral que ninguém foi capaz de ler. Um segredo escondido por anos. As regras são claras: é proibido até tentar decifrá-lo. Mas Brodie Bray adora um desafio e, quando ela recebe uma mensagem anônima codificada pelo correio, sua vida muda para sempre. Ela foi escolhida para participar de uma equipe secreta de decifradores de códigos, cujos objetivos principais são quebrar o enigma mais complicado do mundo e desvendar os segredos guardados por tantas gerações. Há um porém: o código pode levar as pessoas à loucura. Junto com seus novos amigos, Brodie precisa quebrar as regras a fim de decifrar o código, o que significa ficar cara a cara com o perigo a cada passo da jornada. E eles não estão sozinhos. Alguém os acompanha – e essa pessoa é capaz de matar para impedi-los. 1º livro da série Decifradores.



O Cachorro e Seu Menino, de Eva Ibbotson, 256 páginas. Tradução: Heloisa Pietro.
Conta a história de Hal, um “pobre menino rico” cujo maior sonho é ter um cachorro. Em seu aniversário de 10 anos, ele finalmente realiza seu desejo, que atende pelo nome de Pintado, um simpático Tottenham Terrier com uma pinta dourada no olho esquerdo. Hal só não imaginava que Pintado fora alugado por seus pais por um fim de semana apenas. Disposto a tudo para não se separar mais de seu melhor amigo, o garoto resolve resgatar Pintado e embarca numa emocionante e divertida aventura.
Feitiço, de Nancy Holder & Debbie Viguié, 320 páginas. Tradução: Priscila Catão.
Desde que descobriu ser a mais nova de uma linhagem de bruxas, a antiga Confraria das Cahors, a vida de Holly Cathers passou por muitas mudanças. E não seria para menos. Sua família vivia há séculos uma rixa com outra confraria de bruxos, os Deveraux, e ela acabou se envolvendo justamente com um deles, o jovem Jer. Depois de Bruxaria, Maldição e Legado, em Feitiço, o quarto livro da série Wicked, Holly terá que enfrentar o líder dos Deveraux, o perigoso Michael. Se ela já salvou a vida de Jer no passado, agora é a vez de o rapaz resgatar sua alma gêmea. Contudo, um novo bruxo chega à cidade. Será que o futuro de Holly está a salvo? 4º livro da série Wicked.

Minha Sexlist, de Joanna Bolouri, 416 páginas. Tradução: Débora Chaves.
Já faz um ano que Phoebe terminou com Alex, seu namorado de três anos, depois de flagrá-lo na cama com outra mulher. Apesar de contar com algumas vantagens da vida de solteira, como noites regadas a doses cavalares de champagne, tequila, Jack Daniel’s e músicas dos anos 80, e o apoio dos amigos, igualmente trabalhados no álcool, ela ainda não superou o término, muito menos a traição. Com a chegada do Ano-Novo, no entanto, Phoebe decide que é hora de esquecer Alex de uma vez por todas. E a única maneira de conseguir isso é se livrando da Phoebe antiga, aquela que ainda ama o ex, é tímida, submissa. Com isso em mente, ela coloca no papel uma lista de tarefas para retomar as rédeas de sua vida. Dez desafios que terá de cumprir ao longo de um ano... todos eles na cama. Afinal de contas, fala-se tanto de como o sexo pode ser maravilhoso, já passou da hora de explorar mais o que isso significa. 
Por Um Toque de Ouro, de Carolina Munhóz, 272 páginas.
Emily O´Connell nunca imaginou que pudesse ter um toque de ouro. Herdeira de uma das marcas mais luxuosas de sapatos e bolsas haute couture do mundo, sorte e glamour praticamente correm no sangue de sua família. Um dia, porém, Emily percebe que sua sorte talvez seja muito maior do que imagina. Na manhã seguinte ao feriado de St. Patrick, após ganhar milhões em uma noite de jogatina, a garota se vê vítima de uma tentativa de estupro. O que a tira das estatísticas policiais, no entanto, é a forma como ela consegue se livrar quase magicamente do perigo. Tudo se complica quando Emily conhece o misterioso e encantador Aaron Locky. Afinal, que segredos ele esconde por trás de seus cabelos compridos e de sua risada irônica? De algum modo, Aaron exerce sobre ela uma atração irresistível, como se uma aura de poder os cercasse e os unisse. Ele tem muito a ensinar a Emily, mas, entre todas as coisas, ela nunca imaginaria que poderia estar envolvida com uma tradição secular lendária. 1º livro da trilogia Trindade Leprachaum.

Um Romance Grego, de Yvette Manessis Corporon, 288 páginas. Tradução: Léa Viveiros.
Era na encantadora Erikousa que Daphne costumava passar as férias na infância e na adolescência. Agora, adulta, viúva e prestes a se casar novamente, a renomada chef deixa a agitada vida em Nova York e retorna à pequena ilha grega para cuidar dos preparativos do casamento, a ser realizado em duas semanas. Filha de imigrantes que foram buscar uma vida melhor nos Estados Unidos, aos poucos Daphne se entrega à vida tranquila do lugar, regada a almoços servidos sob a oliveira no pátio da casa da avó. O contato com velhos conhecidos, suas lembranças dos verões passados na ilha e as visitas de Yianni, um pescador quarentão misterioso, levam Daphne a conhecer segredos nunca imaginados sobre sua família e conduzem a trama a um desfecho surpreendente.
Cozinha À Prova de Ratos, de Saira Shah, 336 páginas. Tradução: Márcia Frazão.
Shah conta a história de Anna e Tobias, uma chef de cozinha e um músico que veem seus planos de uma vida idílica no sul da França desmoronarem em meio a um velho casarão infestado de roedores e a uma notícia devastadora: sua filha recém-nascida veio ao mundo com uma grave malformação cerebral. Com franqueza e sensibilidade, a autora constrói um romance pungente, inspirado na sua experiência de tornar-se mãe de uma criança com necessidades especiais, sobre a imprevisibilidade da vida. Com franqueza e sensibilidade, Shah expõe os sentimentos ambivalentes envolvidos na relação entre pais e filhos e cria uma ficção que é também uma reflexão ampla sobre os planos que fazemos para nós mesmos e as descobertas que surgem quando enfrentamos os imprevistos da vida. 

Entre Leitor e Autor, de Affonso Romano de Sant'Anna, 240 páginas.
Um livro de memórias e uma obra sobre leitura e o exercício da criação literária. Nas saborosas crônicas que compõem Entre leitor e autor, o poeta, cronista, ensaísta, escritor e professor Affonso Romano de Sant’Anna revê seu percurso enquanto leitor e escritor desde a juventude e relembra episódios com autores como Manuel Bandeira, Octavio Paz, Michel Foucault, Fernando Sabino, Clarice Lispector, Elizabeth Bishop, entre outros. Um livro imperdível para aspirantes a escritor – que encontrarão muitas sugestões francas e reflexões necessárias sobre a relação simbiótica entre leitura e escrita e as inquietudes do ofício –, mas também para fãs de crônicas, livros de memórias e todos que queiram conhecer melhor o pensamento e as histórias de um dos mais prolíficos autores brasileiros da atualidade.  
Vidas Reinventadas, de Boris Fishman, 384 páginas. Tradução: Santiago Nazarian.
Slava Gelman, jornalista frustrado e aspirante a escritor que vive em Nova York. Descendente de judeus russos, Slava nunca se interessou pelo passado de sua família, até encontrar um formulário recebido por sua avó, dois dias antes de morrer, em que sobreviventes do Holocausto deveriam relatar suas histórias a fim de receberem uma compensação do governo alemão. A princípio relutante, Slava resolve escrever um relato em nome do avô, e em seguida começa a escrever para toda uma comunidade de velhos imigrantes judeus, entrando de cabeça em um turbilhão de histórias – inventadas – sobre o Holocausto, ao mesmo tempo em que se reconecta com suas origens.

O Obstáculo É O Caminho, de Ryan Holiday, 224 páginas. Tradução: Talita Rodrigues.
O que impede a ação favorece a ação. O que fica no caminho torna-se o caminho. As palavras do imperador Marco Aurélio, conhecido hoje como o último dos Cinco Bons Imperadores, são o ponto de partida para o livro de Ryan Holiday, que visa a ajudar o leitor, mais do que superar os problemas do cotidiano, a “virá-los de cabeça para baixo” e transformá-los em oportunidades. Discípulo de Robert Greene, autor do bestseller As 48 leis do poder, executivo e consultor da área de marketing, Holiday buscou inspiração nos ensinamentos de grandes líderes desde o Império Romano para mostrar como tirar proveito das adversidades em qualquer área da vida – pessoal, profissional, financeira – e tornar-se uma pessoa melhor, realizada e bem-sucedida.
Palavras Cruzadas, de Guiomar de Grammont, 240 páginas.
Ditadura, tortura e desaparecidos políticos são temas difíceis ao país e a milhares de famílias brasileiras. Trabalhos científicos e jornalísticos não dão conta do quanto a memória precisa trabalhar para enfatizar, expurgar, desabafar. Em seu novo romance, Guiomar de Grammont dá vida a Sofia, jornalista que tenta reconstruir a vida buscando notícias do irmão que se envolveu na Guerrilha do Araguaia. A narrativa é tecida através dos relatos históricos de desaparecidos políticos, mas também sensível, literária, ao acompanhar as divagações da protagonista em sua busca pela história do irmão. Com Palavras cruzadas, Sofia e Guiomar alcançam o que suas memórias buscam. E o leitor tem mais um Brasil para desbravar.  

Flávia e O Bolo de Chocolate, de Mirian Leitão, 36 páginas.
Em meio aos questionamentos da pequena Flávia sobre a sua pele marrom – tão diferente da pele branquinha da mãe –, a premiada jornalista Míriam Leitão aborda temas delicados como adoção e questões raciais de forma sensível e lúdica para os pequenos. Com belas ilustrações de Bruna Assis Brasil, a autora, ganhadora do Prêmio FNLIJ 2014 na categoria Escritor Revelação por seu livro infantil de estreia, A perigosa vida dos passarinhos pequenos, mostra que o mundo é feito de diferentes cores, pessoas e sabores. E que é justamente isso que o torna tão rico. Flávia e O Bolo de Chocolate é o terceiro livro infantil de Míriam Leitão, autora também de A Menina de Nome Enfeitado.
O post [AILNEWS]'Rocco traz nova série, aposta jovem adulto e mais em junho" apareceu primeiro em APENAS Impressões Literárias .  

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...