[RESENHA]"De Repente Ana" de Mariana Carvalho por Renatinha Santos

Sinopse: Ana decidiu viver permanentemente na Krósvia, e tudo está às mil maravilhas. Além do namoro cada vez mais sério com Alexander, ela tem um emprego fixo na embaixada brasileira e dedica parte de seu tempo às meninas do Lar Irmã Celeste. Mesmo cumprindo tantos compromissos sociais como princesa, Ana nunca foi tão feliz.Porém, de uma hora para outra, tudo muda. Seu pai, o rei Andrej Markov, sofre um grave acidente e vai parar na UTI. Não resta alternativa: Ana vai ter que assumir o trono da Krósvia e governar a nação.Pouco - ou quase nada - familiarizada com a função, ela vai precisar de ajuda não só para reger o seu país, mas também para manter perto de si aqueles que ama. Muita gente está interessada no seu fracasso.

Não li Simplesmente Ana, o primeiro livro da mineira Marina Carvalho, mas o livro é claro o bastante para que não seja necessário para se entender o segundo.

O livro já começa com um sonho de Ana, nossa protagonista de 22 anos que descobriu a pouco mais de dois anos ser herdeira do trono da Krósvia, onde o pai morre em um acidente de avião!

“— NÃO!!!
Acordei arfando, desorientada. Meus olhos custaram a processar o cenário revelado diante deles. Segundos antes eu
estava na Krósvia, recebendo a pior notícia do mundo. No entanto, na verdade, eu me encontrava num quarto
de hotel, aconchegada entre colchas macias, curtindo dias de tranquilidade ao lado de Alexander.”

Depois de passado o susto Ana continua curtindo suas férias na Bahia com seu lindo namorado. O filho de criação de seu pai, Alexander! Mas pelo que parece Ana costuma ter previsões em seus sonhos e na noite seguinte ela recebe a noticia de que seu pai acaba de sofrer um acidente bem parecido com o de seu sonho e esta em estado grave no hospital.

Já não bastasse o sofrimento de ver seu pai em coma em um hospital, Ana ainda tem de assumir o país sem estar nem um pouco preparada para tal coisa

“Sendo assim, declaro que, a partir deste momento, eu, Ana Carina Bernardes Markov, na condição de
única herdeira do trono da Krósvia, assumo o lugar temporariamente deixado por meu pai, o rei Andrej Markov,
tornando-me a mais alta representação do Estado Krosviano nas relações internacionais, especialmente com as
nações de nossa comunidade histórica, exercendo as funções que a mim atribuem expressamente a Constituição e
as leis.”

Alex o namorado fofo de Ana, pode ate não ser brasileiro, mas Marina Carvalho é, então ele é o típico homem de 20 e poucos anos que conhecemos, Ciumento e possessivo, em alguns pontos ate meio infantil, será que isso é uma característica do homem independente de onde ele nasça e em qual cultura viva?Também é carente e super protetor, como o livro entra no esquema cada paragrafo narrado por um personagem, conhecemos a fundo a personalidade de Alexander.E ele era meu sonho de adolescente!  Engraçado, sexy, carinhoso e um companheiro e tanto,

"Dei uma fuzilada nele com o olhar, quando o que queria mesmo era testar a sua resistência com um soco bem no meio da cara."

Com as novas obrigações como rainha Ana não tem mais tempo para nada, nem mesmo para curtir o namorado,Ana passa todo o seu tempo com o exigente Ivan, o  assessor que foi designado a ajuda-la.Alex morre de ciúmes dos dois, ao ponto de no primeiro dia em que Ana terá de trabalhar com Ivan, ele deixa um chupão no pescoço de Ana,e ainda fala que é para que ele saiba que ela tem dono, ri muito nesta parte!Ana tenta disfarçar a marca com um lencinho no pescoço, E é recebida com a seguinte frase:


“— Bonito o seu lenço — Ivan comentou ao ficar liberado do
telefonema.”

Como é???? Caí na gargalhada e senti que esse ciúme de Alex ia me fazer ri muito no decorrer da historia!

Como disse antes, nossa mocinha acaba por não ter tempo para fazer nada para ela, somente as tarefas no governo e as visitas ao pai que esta no hospital, e não tem tempo nenhum para Alex, eles se falam muito por mensagens, mas os compromissos profissionais dos dois acabam afastando muito um do outro. eles fazem o possível para se manter presentes mas nem sempre conseguem e acaba que os encontros nem sempre são marcados, um ou outro dá um jeitinho e resolve fazer uma surpresa!E em uma dessas tentativas de passar um tempo junto, o que estava ruim para Ana, piora!

“(...)E foi logo depois dessa ação, no momento em que ergui a cabeça para retomar meu caminho, que a vi.
Lá estava ela, a poucos passos de distância, com toda a sua exuberância fatal: Nome de Cachorro!”

Então, não sei como funciona no resto do país(sou mineira tbm), mas eu realmente tive varias cachorras chamadas Laika, então achei o apelido o máximo!O surgimento da ex de Alex para ajudar a abalar o romance. O casal que já não estava tão bem fica pior ainda, Ana aceita as desculpas de Alex, mas é desconfiada (como mineira, não poderia ser diferente) e fica com aquilo a corroendo por dentro.

Ainda tem o marido da Tia de Ana, que também é meio suspeito.

“Marcus não. Permaneceu impecavelmente sentado. NA CADEIRA DO MEU PAI!!
Só não rugi porque estava me esforçando para ser uma pessoa mais racional, equilibrada. Afinal, fora a
antipatia que sentia por Marcus desde o dia em que o conhecera, ele nunca havia feito algo concreto para justificar
minha implicância.”

Começam também ameaças a Ana e a casa de Alex é vasculhada, mas nenhum dos dois leva muito a sério, ao ponto de nem comentarem um com outro!Após varias armações de Laika, o casal acaba se distanciando um pouco mais.Sendo atacada por inimigos políticos, recebendo ameaças anônimas, com o pai no hospital, o namorado em todos os jornais numa balada em outro país com a tão odiada Ex. Ela surta, pega o carro e sai dirigindo pela cidade...

“Interrompi a cantoria bruscamente. Isso porque uma SUV grande e preta, com vidros escuros,
fez uma ultrapassagem digna dos embates alucinados entre Vettel e Alonso nas corridas de Fórmula 1.
Eu ia dar aquela buzinada mal-educada, se o motorista do carro, não contente por me ultrapassar
daquela forma, não tivesse fechado minha passagem na estrada. Freei depressa, com medo de me
arrebentar toda na lateral do imbecil. Meu coração quase saiu pela boca. Com o dedo em riste, me aprumei
para dar uma bronca no inconsequente. Mas, de repente, antecipando-se a mim, três homens enormes saíram de dentro
do carro. Comecei a tremer de pânico. Aquilo não ia terminar bem.
— Desça! — ordenou um deles, cujos rostos eu não conseguia enxergar devido às máscaras que usavam.”

O final não é surpreendente. Mas engraçado e ate emocionante!

Marina Carvalho, fez um romance cheio de mistérios, traição, amizade e muita intriga! Durante o texto prevalece a duvida: Andrej sofreu mesmo um acidente? Existe alguém no conspirando contra Ana e fazendo de tudo para ela fracasse? A autora consegue escreve de forma leve, fluida e super atual.

Livro previsível, mas gostoso!  

Até a próxima, Renatinha Santos

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...