[CINEAIL] "As Tartarugas Ninja" de Jonathan Liebesman




Há quem diga que é preciso ter um bom roteiro, um elenco consistente e convincente, um pouco de carisma e adventos tecnológicos adequados para se recriar uma boa história já batida e há muito tempo esquecida. Fazer um reajuste aqui, acrescentar alguns detalhes acolá e.. voialà! Eis um entretenimento aceitável e dependendo do nível de empatia até recomendável.

Acredito que seja mais ou menos nesta "categoria" que o novo filme "As Tartarugas Ninjas" se enquadram. Óbvio que, pelo meu ponto de vista, não posso considerar este filme um remake, pois o mesmo não manteve alguns elementos da história original. 

Originalmente criado numa história em quadrinhos da Mirage Comics em 1984, na parceria de Kevin Eastman e Peter Laird, as "Tartarugas Ninja" ganhou popularidade após um desenho animado que iniciou-se em 1987 e durou 9 anos, até 1996. Depois foram adaptadas em uma série com atores reais chamada Ninja Turtles: The Next Mutation (As Tartarugas Ninja: a Próxima Mutação), 4 filmes,videogames da Konami, um longa metragem totalmente em CGI e uma nova animação em 2012 para a Nickelodeon além de um novo filme Live Action em 2014.




O pano de fundo para  a trama era inspirados no acidente que foi provocado por um cego que - ao atravessar a rua - quase é atingido por um caminhão com material radioativo. Em meio a toda a confusão causada, quatro tartarugas que estavam sendo carregadas numa caixa por um garoto, acabam sendo atingidas também pela radiação e caindo nos esgotos de Nova York, onde seria a maior parte da história passa a ser ambientada. Assim, a partir de um singelo acidente surgiram as "Tartarugas Ninja Mutantes Adolescentes". Além delas, surgiram também o Mestre Splinter e mais tarde o encontro com seus únicos amigos: April O´Neil (assistente de laboratório) e Casey Jones (o paranoico por esportes radicais). Ufaaaaa! Nesta nova versão, o acidente ocorre dentro de uma laboratório quando April O'Neil ainda é uma menina. Ela consegue salvar as tartarugas e o ratinho que mais tarde se tornaria o Mestre Splinter.


Mudanças à parte o fato é que quem está na faixa de seus trinta e tantos anos foi fã, sim, das "Tartarugas Ninja". Acompanhou a série de tv e foi ao cinema conferir todas as adaptações. Se deliciou com a irreverência deste quarteto. E ao conferir esta nova versão da história, percebeu as mudanças gritantes aos olhos sagaz de fã, mas que percebeu que elas passaram desapercebidas aos olhos de telespectadores que estavam procurando apenas um bom e leve entretenimento. Isto porque as mudanças ficaram aceitáveis. O que deixou o coração de algumas pessoas mais leves. E sim dei graças a Deus por não testemunhar mais um pedaço da minha infância ser destruído, vítima de uma adaptação descabida.

A fotografia, o figurino são condizentes a proposta da história original. No entanto, por ser um filme voltado para o público infantil deixou a desejar num roteiro mais consistente. Tudo porque, ao final do filme, fica aquela sensação que está faltando alguma coisa ou que vamos obter mais alguma informação nos créditos...estilo "filminhos da Marvel"?! No entanto, isso não acontece o que fazer alguns espectadores se questionar "Por que não apostaram mais nesta história?". A resposta é muito simples: esqueçam a franquia criada nos anos 90, pois esta  (2014) é uma nova história com elementos da original, mas com outro foco... outros objetivos. Em outras palavras, este filme é o "marco zero" das "Tartarugas Ninja". E esta é a vantagem de se recontar uma história, você pode dar asas a imaginação. Pode até brincar de ser Deus ou apenas aquela pessoa que detêm o poder das cordas dos fantoches, os movimenta da maneira que mais lhe convém. E se estes gestos dão um resultado positivo... isto é o que interessa! Mais uma vez, ainda bem deu certo!

O elenco encabeçado por Megan Fox ("Transformers") ficou um pouco a desejar. Fox ainda tem um longo caminho a percorrer até ser considerada uma boa atriz. No entanto, infelizmente, parece que a atriz escolheu um nicho em que um belo rosto e corpo fala mais alto do que ter uma excelente atuação. Uma pena pois é nítido o fato de ela não se esforçar nem um pouco para se distanciar daquela mocinha vivida na franquia "Transformers".

A cena mais engraçada que conquistou a simpatia de  todos que assistiram ao filme!

Enfim, com tiradas maravilhosas e frases de efeitos, "Tartarugas Ninja" consegue alcançar o seu objetivo: fazer o telespectador dar boas gargalhadas, vibrando com as cenas de lutas eletrizantes e não confusas aos olhos menos treinados no quesito efeitos visuais. A atmosfera underground está muito presente, seja na paixão das carismáticas tartarugas pelo Hip Hop ou pelos efeitos visuais utilizados nos créditos, dando a impressão do telespectador está lendo uma História em Quadrinho.  Com suas citações de fatos atuais, faz com que a história tenha referências do Século XXI, dando a impressão que a história foi criada... hoje! Mais atual, impossível!

O fato é que no passado, com uma deliciosa mistura de ficção científicaartes marciaishumor e ação, as "Tartarugas Ninja" conquistaram os fãs do circuito alternativo.  As Tartarugas Ninja ressurgiram das cinzas, em grande estilo, não deixando de lado as ousadas citações a heróis underground, temáticas literárias, lutas e bom humor. Sinceramente, espero que façam o mesmo sucesso de mais de quase 30 anos atrás e que sejamos brindados com sequências inteligentes e consistentes.

Hiper recomendo este filme e, sim, podem levar a família toda! Mas - por favor - deixem os pets em casa! rs

Mac Batista



Data de lançamento:14 de agosto de 2014
Direção: Jonathan Liebesman
Elenco: Megan Fox, Alan Ritchson, Will Arnett
Gênero:Ação, Aventura



Sinopse: Afetados por uma substância radioativa, um grupo de tartarugas cresce anormalmente, ganha força e conhecimento. Vivendo nos esgotos de Manhattan, quatro jovens tartarugas, treinadas na arte de kung-fu, Leonardo, Rafael, Michelangelo e Donatello, junto com seu sensei, Mestre Splinter, tem que enfrentar o mal que habita cidade.







Trailer




Curiosidades

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...