[RESENHA] "A Escolha do Coração de Amanda Brooke, Por Karita Kinnups"



 Sinopse: Recém-casados, Holly e Tom se mudam para uma casa grande e confortável, onde ela espera esquecer de vez os fantasmas de sua infância problemática. O destino, contudo, lhe preparou uma surpresa, que se revela depois que Holly encontra um relógio lunar enterrado no jardim. O relógio oferece a imagem de um futuro que é ao mesmo tempo animador e preocupante: a visão de um lindo bebê nos braços de Tom... mas Holly, estranhamente, não aparece na visão. Em pânico diante da previsão, ela teme que um dia precise fazer uma escolha terrível: dar um filho ao marido, sacrificando sua própria vida... ou salvar-se e se esquecer para sempre da filha não nascida – a quem Holly já aprendeu a amar.


 O que fazer quando a única maneira de salvar sua vida é sacrificar a sua?



Resenha: Logo de início, aviso que o final desse livro surpreende! Afinal, não esperava esse desfecho e, por isso, gostei muito. Fiquei de "queixo caído".


Foi tão bonito ler como uma maternidade pode mudar uma mulher. O poder que ela tem sobre uma mãe. Assim foi com a personagem Holly, que tenta - o máximo - evitar ser mãe por conta de seu ressentimento com sua mãe no passado e suas ações. Holly está certa que será uma péssima mãe e que ela não será capaz de educar sua filha.


Ela é uma artista plástica, casada com Tom. Ele é um jornalista em ascensão que se vê obrigado a viajar muito por conta de sua profissão, mas eles conseguem contornar essa situação muito bem. E o fato de terem se mudado para uma casa no interior de Londres, longe do corre-corre de uma grande cidade ajuda a manter o equilíbrio no relacionamento. 

A casa, em si, possui alguns cômodos que estão em reforma. E é quando eles estão colocando a casa em ordem, fazendo uma limpeza no jardim, encontram um grande relógio lunar.  A princípio, este relógio adquiri a função de apenas enfeitar algum cômodo da casa. No entanto, Tom resolve limpa-lo e mantê-lo no jardim. 


Em uma das viagens do marido, Holly descobre como usar o relógio lunar e os segredos que envolvem ao utiliza-lo em noites de lua cheia.  Ao usar o relógio, Holly, descobre que terá uma linda filha, a Libby e que ela crescerá sem mãe, pois Holly morrerá no parto. 

Ao saber disso Holly cai em profundo desespero e omite essa informação para seu marido. E cada vez mais ela vai procurar saber mais sobre Libby e Tom nesse futuro no qual ela não estará presente e ficará cada vez mais apaixonada pela filha.



"Havia esperança, tinha que haver, e ela não deixaria que o relógio lunar lhe tirasse isso, ao menos não completamente."



É óbvio que Holly tentará de todas as formas não engravidar, pois assim ela não morrerá. O relógio deixa claro a todo momento que é uma vida por outra. Então, seria a morte de Holly pela vida da Libby ou o não nascimento de Libby pela vida de Holly. E esse é o dilema que a pobre Holly enfrentará até a última página. 

Como disse no início desta resenha, o final é realmente surpreendente e faz com que valha a pena da leitura de toda a história. Realmente recomendo este livro! Boa leitura a todos!!!


 Até a próxima, Karita Kinnups

Sobre a autora: Amanda Brooke é mãe solteira e vive em Liverpool com a filha adolescente Jessica. Foi só quando diagnosticaram cancro ao seu filho pequeno que Amanda começou a desenvolver a sua escrita, registrando a viagem da família num diário e através de poesia. Quando Nathan morreu em 2006 com apenas três anos de idade, Amanda quis que o seu legado fosse inspirador e não triste. O seu romance A Escolha do Coração é inspirado nas suas experiências de maternidade e na sua compreensão de quanto uma mãe está disposta a sacrificar pela vida de um filho.

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...