[AILNEWS] " Trechos do quarto livro de #Crossfire foram divulgados"


Uma das trilogias eróticas mais comentadas no momento é Crossfire da Sylvia Day. O que antes era para ser uma trilogia, agora a saga será composta de exatamente cinco livros, onde os dois últimos serão narrados por Gideon.

Como divulgado anteriormente, a autora publicou em seu site oficial que o título do quarto livro será Captivated by You (ainda sem um título nacional) e já possui sinopse. Ainda sem data e capa definida, Day já reiterou diversas vezes que ainda não é possível divulgar o mês para o lançamento, entretanto a autora começou a divulgar trechos do livro.

Além disso, a Editora Paralela também liberou um vídeo onde a autora nos conta um pouco sobre como começou a escrever, fala sobre Gideon e Eva e se justifica o acréscimo de livros na saga Crossfire.  Além de outros pontos,  ela fala sobre a possível publicação do livro para 2014.

Sinopse traduzida de Captivated by You, abaixo:
Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo, guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se recusa a enfrentar os seus próprios.Os votos que tinhamos trocado deveriam ter nos ligado de forma mais apertada do que sangue e carne. Em vez disso,abriu velhas feridas, expondo dor e inseguranças, e isso atraiu amargos inimigos para fora das sombras. sinto ele escorregar da minha mão, meus maiores medos se tornando a minha realidade, meu amor testado de maneiras que eu não tinha certeza de que era forte o suficiente para suportar.Em um tempo brilhante em nossas vidas, a escuridão de seu passado invadiu e ameaçou tudo o que tinhamos trabalhado tão duramente para esquecer. Nós enfrentamos uma escolha terrível: a segurança familiar das vidas que tivemos antes de termos um ao outro ou a luta por um futuro que, de repente parecia um sonho impossível e sem esperança…
Tradução – Larissa Reeden: Equipe Crossfire Brasil.
CBY-treat3

tod

Trecho divulgado por #CaptivatedByYou:
Eram sete horas da manhã.Eu tinha saído do apartamento que Eva dividia com Cary apenas algumas horas antes, querendo dar à ela tempo para descansar mais algumas horas antes de ir para o trabalho. Nós estivemos juntos a noite toda, ambos necessitados e ávidos. Mas havia algo mais, também. Uma urgência da parte de Eva que me consumiu e me deixou inquieto.Alguma coisa estava incomodando minha esposa.Meu olhar flutuou para a janela e para a visao de Manhattan, então parou na parede vazia onde uma colagem de fotos dela e de nós estava pendurada no mesmo lugar no meus escritório da nossa cobertura na Quinta Avenida. Eu podia visualizar a colagem claramente, tendo passado incontáveis horas estudando-a nos últimos meses. Olhando para a cidade que uma vez fora a maneira de eu encapsular meu mundo. Agora, eu era contemplado com a visão de Eva.Me sentei à minha mesa e despertei meu computador com um movimento do mouse, respeirando lenta e profundamente quando o rosto de minha esposa preencheu o monitor. Ela não estava usando maquiagem na foto que era o plano de fundo do meu computador, e algumas leves sardas em seu nariz a faziam aparentar ser mais jovem do que seus 24 anos. Meu olhar deslizou pelas suas feições—a curva de suas sobrancelhas, o brilho de seus olhos cinzas, a fartura de seus lábios. Nos momentos em que eu me deixava pensar sobre isso, eu podia quase sentir aqueles lábios contra minha pele. Seus beijos eram bênçãos, promessas do meu anjo que fez minha vida valer a pena.Com um determinado expirar, eu pegei o telephone e liguei para Raúl. Apesar do horário temprano, ele respondeu rapidamente e alerta.“Minha esposa e Cary Tylor vão para San Diego hoje.” Eu disse, minha mão se fechando em punho com o pensamento. Eu não precisava dizer mais.“Entendido.”“Eu quero fotos recentes de Anne Lucas e um resumo detalhado de onde ela estava na noite passada, na minha mesa até o meio-dia.”“No mais tardar.” Ele afirmou.Eu desliguei e olhei para o belo e cativante rosto de Eva. Eu a tinha pego em um momento feliz e de guarda baixa, um estado que eu estava determinado a manter para o resto de sua vida. Mas na noite passada ela tinha estado angustiada pelo confronto com uma mulher que eu uma vez usei. Fazia um tempo desde a última vez que meu caminho tinha cruzado com a Dra. Anne Lucas, mas se ela fosse responsável por exasperar minha esposa, ela me veria novamente. Logo.Abrindo minha caixa de mensagens, eu comecei a vasculhar meus e-mails, elaborando respostas rápidas quando necessário e trabalhando em um tópico que chamou minha atenção no momento em que abri o e-mail do cliente.Senti Eva antes de vê-la.Levantando a cabeça, meu digitar diminuiu. Uma súbita onda de alivio acalmou a agitação que eu sentia quando não estava com ela.Eu me recostei para apreciar melhor a visão. “Você levantou cedo, anjo.”Eva parou na porta do meu escritório, seu cabelo loiro despenteado ao redor de seus ombros, suas bochechas e labios vermelhor pelo sono, seu corpo curvilinio envolto em uma blusa e shorts. Ela estava sem soutien, seus seios exuberantes se insinuavam suavemente sob o algodão da blusa. Pequena e voluptuosa, ela frequentemente apontava o quão diferente ela era das mulheres com quem eu tinha sido fotografado antes dela.“Eu acordei sentindo sua falta.” Ela respondeu, com uma voz grutal que nunca falhava em me deixar duro. “Há quanto tempo você está acordado?”“Não muito.” Eu empurrei o teclado para abrir espaço para ela em minha mesa.Ela caminhou descalça, casualmente e naturalmente sensual. No momento em que a vi pela primeira vez eu sabia que ela me destruiria. A promessa estava ali em seus olhos e na maneira como ela se movia. Em todo lugar que ela ia, os homens a olhavam. Cobiçavam-na. Assim como eu.
Eu não penso em nada além de você. O dia todo, todos os dias. Tudo o que eu faço, eu faço pensando em você.Eu posso fazer o que eu quiser com você. Você me deu esse direito. É o maior presente que já me foi dado.

Equipe AIL 

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...