[AILPostal] "Lançamentos Junho/14" Editora Novo Conceito

E aí, #impressionautas!

Acabamos de receber os lançamentos mês de Junho/14, da Editora Novo Conceito.
  


Deem uma olhada!







Seguem os títulos: "Enquanto a Chuva Caía", "Incendeia-me", "Diamente"  e "Caçadores de Tesouros"




Mais uma vez agradecemos, a Editora Novo Conceito, a confiança em nosso trabalho!!! Portanto, aguardem porque em breve teremos muitas novidades no por aqui!!!

Equipe AIL

[DIVULGAIL] "Malévola" Saibam um pouco sobre a adaptação do conto de fada "A Bela Adormecida" para os cinemas!!!



Desvende os segredos. Descubra a verdade.

Lançamento: 29 de maio de 2014
Dirigido por: Robert Stromberg
Com: Angelina Jolie, Elle Fanning, Sharlto Copley
Gênero: Fantasia
Nacionalidade: EUA
Sinopse: Esta nova versão do conto da Bela Adormecida concentra-se na história da vilã Malévola, contando os fatos de sua vida que fizeram dela uma mulher amargurada e vingativa, capaz de amaldiçoar a jovem Aurora.
 

O filme "Malévola" estrelado por Angelina Jolie é uma nova versão para o conto da Disney, "A Bela Adormecida", porém focado na vida e histórias da vilã Malévola. O filme é uma super produção da Disney e é bem aguardado por pessoas de todas as idades, trazendo sem  seu elenco principal, como Malévola (Angelina Jolie), Aurora (Elle Fanning).  

O que podemos esperar  desta produção?

Óbvio que queremos assistir uma história bem desenvolvida. E como a maioria das pessoas já conhecem a história original, que - no mínimo - o filme tenha um roteiro coeso e consistente, primando pela excelente atuação e caracterização dos personagens que fazem parte da trama.
 
Os efeitos especiais deverá ser um quesito a mais, pois trabalharão muito bem com figurino impecável e a fotografia estonteante, juntamente, com uma trilha sonora que - nas famosas "chamadinhas" - faz qualquer marmanjo se arrepiar. Juro que estou com aquela "cantiga" martelando na minha cabeça até hoje! Seguindo esta linha de raciocínio, "Malévola" tem tudo para agradar o público-alvo.

Como todos já perceberam, a onda do momento é recontar, recriar e aprimorar o que já existe! Como já aconteceu em filmes como: "A Fera", "Enrolados", "Encantada", "Hook - A Volta do Capitão Gancho", "Alice no País das Maravilhas", "João e Maria", "A Garota da Capa Vermelha", "Branca de Neve e o Caçador", "Espelho, espelho meu" e "Jack - O caçador de gigantes". Se puder inovar aqui e ali, o telespectador vai sempre agradecer. É o caso de "Malévola"  que não será um "remake" do conto, mas uma "releitura", focando a vida de Malévola e os eventos que a levaram a ficar má.

PS: Apenas o ultimo vídeo está legendado, pois é o trailer divulgado pela Disney BR, os outros foram divulgados pela Disney americana e não foram legendados ainda, porém se você entende de inglês medianamente consegue assistir, entender e até mesmo especular sobre algumas teorias.





Apesar de torcer sempre pela vitória do bem no final, admito que tenho uma tendência - inexplicável - em me simpatizar mais pelos vilões! Principalmente, quando eles são bem desenvolvidos e quando acertam na seleção do ator/atriz. Um bom exemplo é "Branca de Neve e o Caçador" onde Charlize Theron deu um show de interpretação e deixou Kristen Stewart no chinelo! Sendo assim, será agradável entender o motivo que fez Malévola ser o que ela é! 

E, mesmo não sendo fã de Angelina Jolie, acredito que ela vai segurar muito bem a responsabilidade de interpretar a protagonista. #FATO.

Portanto, podem ter a certeza absoluta que esta semana estarei em alguma sala de cinema, conferindo o resultado desta grande produção! E, sinceramente, espero não me decepcionar!


Por Mac Batista

[AILNEWS] "Mais uma atriz é contratada para a adaptação de “The Duff”, de Kody Keplinger"

nversa aberta. Uma mensagem não lida.

Depois de uma estrela da Disney ser contratada para estrelar a adaptação de The Duff, livro escrito por Kody Keplinger, a protagonista de “As Nove Vidas de Chloe King” se uniu ao elenco. Skyler Samuels será a peculiar melhor amiga de Bianca, ela é uma jovem instrutora de yoga e ativista do PETA.

Mae Whitman será Bianca na adaptação da CBS Films e Bella Thorne — conhecida por seu papel em Shake it Up da Disney- será Madison. A direção ficou por conta de Ari Sandel, ganhador do Oscar em 2007 e roteiro de Josh Cagan. As filmagens devem começar no segundo semestre de 2014.

No Brasil, o livro deve ser publicado pela Novo Século. O romance gira em torno de Bianca, uma garota de dezessete anos de idade que não somente precisa passar pela pressão do Ensino Médio como também tem que lidar com ser a “amiga gorda e feia” em seu grupo. Entretanto, ela encontra uma forma de lutar contra essa humilhação quando cria um grupo para lutar contra a garota malvada da escola, Madison.

[AILNEWS] Novidades sobre a adaptação de “A 5ª Onda”



Há algum tempo a Columbia Pictures comprou os direitos de adaptação de A 5ª Onda, primeiro volume da saga homônimo de Rick Yancey

Susannah Grant, indicada ao Oscar por Erin Brockovich, ficou de adaptar o primeiro livro da trilogia e parece que as contratações estão andando.

quinta ondaNo momento, há três atores cotados para ser Evan Walker na adaptação e estrelar junto com a queridinha de Hollywood (e nossa) Chloe Moretz. 

Eles são: Tye Sheridan, Nick Robinson, e Mitchell Hope. O mais incrível é que dessa vez não colocaram o nome de Alex Pettyfer como cotado, toda adaptação de livro isso acontece!

Para quem ainda não conhece, o livro é uma mescla de distopia sci-fi, onde a população foi dizimada, e é nesse cenário que se encontra Cassie, uma garota que enquanto busca seu irmão encontra um estranho que pode ser sua única chance de sobrevivência.

Com o grande investimento que a editora americana colocou na distopia, em pouco tempo os direitos já haviam sido vendidos para vários países, e aqui no Brasil a Fundamento já publicou a obra.

[DIVULGAIL] "Lançamento do livro Vernon na Saraiva Megastore em Niterói" - Editora Novo Século

Bom dia, #impressionautas!!! Hoje trazemos para vocês mais uma novidade! Desta vez, um release do livro "Vernon", do escritor Brasileiro Renan Barreto, que será lançado esta semana pela Editora Novo Século.

Confiram os detalhes:

Vernon, sétimo livro do jornalista e escritor Renan Barreto, será lançado no dia 29 de maio, às 19h, na Saraiva Megastore do Plaza shopping, no centro de Niterói. A obra é o primeiro título produzido em parceria com a Editora Novo Século, sob o selo “Talentos da literatura brasileira”. Com 545 páginas, o livro promete suspense do início ao fim, além de muitas surpresas e citações à cultura contemporânea.

O livro conta a história de Marcelo, um jovem que foi obrigado a largar sua cidade natal, Vernon, quando ainda era criança. Abandonado pelos pais, perseguido por um assassino serial ao longo dos anos, desacreditado em Deus e no Demônio, jogado no meio de crises políticas e religiosas, perdido nas relações amorosas tortuosas e com um passado nebuloso... Marcelo decide voltar a Vernon e descobrir por que uma cidade em que todos aparentam estar extremamente felizes o tempo todo pode ser um lugar maligno.

Vernon tem uma trama veloz com críticas sociais e terror psicológico. O projeto do livro é ampliar o universo que o autor chama de “Labirintho”, que conta as desventuras de pessoas em situações traumáticas, que permeiam o gênero do terror.

Para o autor, eventos voltados para a literatura e a iniciativa de incentivar a produção literária nacional é a forma mais importante para que sejam desenvolvidos públicos de leitores ávidos por novas histórias e estilos. “Vernon tem um enredo intrincado que é maior do que o próprio livro. Quem ler somente ele, terá todas as respostas necessárias para satisfazer o leitor, mas só quem ler todo o universo ‘Labirintho’ entenderá todos os detalhes escondidos nas entrelinhas. Espero poder desenvolver ao longo do tempo este universo rico de personagens complexos e reflexões. Consegui lançar duas histórias do universo ‘Labirintho’ no mercado internacional, mas ainda é necessário investir bastante para um autor se manter ativo no Brasil”, afirma o autor. 


O autor:

Renan Barreto é jornalista, escritor e dono do premiado site brasilstationbr.com. É apaixonado por livros, mas acredita que boas histórias podem vir de games, quadrinhos, cinema e qualquer outro meio. O importante é a experiência de uma boa história de verdade. Por isso escreve para sites, livros e revistas em quadrinho de diferentes gêneros.

Se quiser conhecer mais o trabalho artístico do autor do livro, acesse a galeria virtual: http://renanbarretobr.deviantart.com/

Serviço:

Página no facebook do livro: https://www.facebook.com/LivroVernon
Página no facebook do autor: https://www.facebook.com/renanbarretooficial



Trabalhos anteriores:          

O menino do Balão Ed. Multifoco. 2010
Projeto Labirintho Ed. Multifoco. 2011
Além do Labirintho Ed.AgBooks. 2012
Brasilstation Volume I Ed.AgBooks 2012
Lost memories of old days Ed.Agbooks 2012
Versos de um mundo qualquer Ed.Books 2012
HQ – Cidade da Morte – independente. 2014
Project Labyrinth: The double book – America Star books - 2014


Fonte: Editora Novo Século

[RESENHA] "Mulheres que Escolhem Demais" de Lori Gottlieb por Eleni Rosa




“Hoje, elas querem que o homem seja igual à mulher. Querem falar com ele do mesmo jeito que conversam com as amigas. Isso é com os gays! Os gays conversam por horas, fofocam, falam sobre a vida pessoal... os héteros não. Eles não querem aprofundar-se nos sentimentos. Há um grande desentendimento no casamento moderno porque mulheres e homens não têm tanto em comum assim.”
“...os homens têm de mudar seu comportamento para se encaixar nelas. As mulheres pedem a eles que sejam o que não são e, quando eles se tornam o que não são, elas não os querem mais.”

“ O feminismo cometeu o engano de tentar reduzir a vida feminina as conquistas profissionais.”Camille Paglia


No mês de março eu li uma entrevista nas Páginas Amarelas da revista Veja e muitos parágrafos me deixaram indignada, porém, eu não poderia deixar de citar alguns no início da minha jornada de apresentação do livro ‘Mulheres que Escolhem de mais’.  Afinal a autora de ‘Personas Sexuais’, Camille Paglia, poderia ter sido uma das entrevistadas de Lori Gottlieb, autora do nosso livro.

‘Mulheres que Escolhem de mais’, é um livro elucidativo. Seu tema envolve o que tanto nós mulheres, escutamos de amigas, conversamos nos encontros em bares, em bate-papos confidenciais, ao telefone. O que nos questionamos e o quanto as interrogações envolvem as nossas cabecinhas ou nossos corações?
 
O primeiro capítulo tem início com um desenho sarcástico e com a frase Como foi que chegamos até aqui?”. O desenho de varias caveiras, femininas (é bom pontuar), em uma varanda e sozinhas, é dantesco. 

Afinal, o que toda mulher quer de um relacionamento? Qual a expectativa por uma boa companhia?  Quem será ‘O Cara’? Este é o dilema enfrentado por muitas mulheres do século XXI: como conciliar o desejo de encontrar um parceiro e constituir família com uma lista de requisitos além da realidade e com o dilema de ser moderna?

Lori Gottlieb é jornalista, trabalha em uma revista e, de repente, solteira aos 41 anos e choramingando suas mágoas, ela teve a dica de seu editor para escrever, a partir de sua vivência, um livro contando as agruras das mulheres à procura de sua cara metade. E ela abraça a causa e vai à luta.

O mais importante, a autora alinhava todo seu ser junto a cada frase, parágrafo e entrevistas. O livro é documental. Olha com julgamento, questionamento e compreensão todas as fases, épocas, história e atos compartilhados por cada entrevistado e/ou pela própria Lori. Não é ficção é pura realidade. É isso que nos pega de surpresa.

A autora não estava sozinha, ela recebeu orientações e dicas de pesquisadores, especialistas em relacionamentos, sociólogos, economistas comportamentais, consultores, neuropsiquiatras, terapeutas de casal, advogados e líderes religiosos, ouviu homens e mulheres casados e solteiros, de várias faixas etárias  – uma verdadeira pesquisa, digna de tese de doutorado. 

Ninguém é perfeito. Todos têm defeitos. Não há Príncipe Encantado. Essas premissas eu tenho plena certeza que são verdadeiras e faz tempo. Mas, têm muitos, digo, muitas que não partem desse princípio. Infelizmente.


Em cada namoro a mulher procura por características perfeitas, que cruzam completamente com todos os itens de seu caderninho. E, ao notar um defeito ou a carência de algo que julgue relevante, ela decididamente despacha o cara. Mas será que a mulher já pensou se ela é tão perfeita que merece alguém melhor? Será que ela não apresenta defeitos? 


“-Essa é uma grande verdade! – afirmou Liz, uma roteirista de 37 anos. – Minha vontade é sacudir as mulheres mais novas e dizer: ‘Sabem de uma coisa? O sujeito que ri alto em público pode não gostar da maneira como vocês mastigam cenouras cruas em coquetéis, mas, para ele, isso não é motivo para romper uma relação.” Pág. 25


As mulheres se empenham a dar notas aos seus pretendentes.


“É como ser um juiz nas Olimpíadas que dá aos homens uma classificação de ‘marido’: todo mundo começa com um 10, depois o juiz tira pontos de qualquer imperfeição. Ele não é divertido o bastante? Menos dois pontos. Suas sobrancelhas  são cerradas. Menos um ponto.” Pág. 119



Segundo as inúmeras entrevistas, o que se lê, o que é possível perceber e o que a realidade nos mostra  é que as pessoas sofrem o ímpeto de tentar mudar seu parceiro, transforma-lo segundo seu projeto de vida. O que não é verdadeiro e o que é forçado e não faz parte da realidade não pode funcionar. 

“...quanto deve uma pessoa mudar para que um realacionamento funcione?”. Pag.153
“...não se trata de mudar a outra pessoa; trata-se de aceitar as coisas que você gostaria de mudar na outra pessoa, mas não consegue.” Pag.153



A sintonia encontrada em Paglia, na entrevista descrita nas paginas Amarelas de Veja, e Lori, é muito interessante. Ambas, também citam o seriado “Sex and City”. O questionamento da mulher atual, pós-revolução feminista, veja os trechos abaixo:

“Sex and City. Elas são espertas e ambiciosas, mas vivem uma situação em que fazem sexo com uma incrível quantidade de homens e de repente é o homem que escolhe com quem vai ficar...e quando resolvem casar, querem as de 20 anos. É muito difícil.”Camille Paglia


...megassucesso rendeu quase 200 milhões de dólares só nos EUA... mostrou que as plateias pagavam para ver mulheres fortes e bem-sucedidas na telona...provou também outra coisa: que não sabemos a diferença entre “fortes” e “egocêntricas”... ...Samantha diz ao seu maravilhoso namorado, que ficou ao seu lado quando ela teve câncer de mama, que vai romper com ele porque “amo você, mas me amo mais!”. Pág. 120 e 121





Afinal o que é estar à frente de seu tempo?  O que importa? Que exemplo é esse mostrado por um seriado, um filme que leva padrões, fora da realidade, para tantas pessoas? E qual o espelho deveremos olhar?



As fêmeas alfas continuam sendo predadoras, mas será que realmente é isso que ela quer?  Buscando a perfeição muitas continuam a não encontrar a pessoa que busca. A procura do irreal elas continuam castrando oportunidades, fechando portas, quando negam um segundo encontro, outra chance.



“Elas não querem esperar para ver o que pode ocorrer no segundo ou no terceiro encontro. Elas querem tudo na mesma hora, e não têm paciência para homens que não causam boa impressão de imediato: ou ele arrebata, ou ela não quer mais saber dele.” Pág. 176


O livro impressiona. Bem alinhavado, dinâmico, despretensioso, a narração é habilidosa fiquei surpresa. E a surpresa foi muito, muito boa. A primeira coisa que pensei foi indicar a todas as minhas amigas solteiras.


Mas o livro não é só para mulheres, também, ajuda os homens a entender um pouco, as causas que levam uma mulher a desistir de um relacionamento. A autora não ensina, ela passa relatos, histórias, vivências e isso é importante para chegarmos a algumas conclusões ou simplesmente, nos faz questionar mais um pouquinho sobre nossos atos.






Meu dilema foi ler auto ajuda, sim, não faço uma regra esse tipo de leitura. Mas gostei muito e recomendo mil vezes! A obra pode ser lida por mulheres e, claro, homens de qualquer idade.  Para mim, o mais importante, está no final que não é piegas, não é conto de fadas, e isso é fundamental. 


Para terminar minha resenha escolhi esse trecho do livro que diz muito:


“mesmo nossos melhores amigos não satisfazem todas as nossas expectativas, por isso temos muitas amigas íntimas, não apenas uma.” Pág.182


Então por que para companheiro  ‘O Cara’ tem que ser nota 10? Enquanto nossas amizades, imperfeitas, são eternas. Afinal, nós a amamos. 

Por Eleni Rosa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...