[RESENHA] "Anjos à Mesa", de Debbie Macomber

Sinopse: Shirley, Goodness e Mercy sabem que o trabalho de um anjo é interminável - especialmente na véspera do Ano-novo. Ao lado de seu novo aprendiz, o anjo Will, elas se preparam para entrar em ação na festa de um de ano da Times Square. 

Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, ele decide que a meia-noite será o momento perfeito para dar aquele empurrãozinho divino de que eles precisam para acabar com a solidão. Então, por "acidente", Lucie Ferrara e Aren Fairchild esbarram-se no meio da alegria da festa, mas, assim como se aproximam, acabam se perdendo: um encontro marcado que não acontece os afasta pelo resto da vida. Ou será que não? 

Um ano depois, Lucie é a chef de um novo e aclamado restaurante, e Aren é um colunista de sucesso em um grande jornal de Nova York. Durante todo o ano que passou, os dois não se esqueceram daquela noite. Shirley, Goodness, Mercy e Will também não se esqueceram do casal... Para uni-los novamente, os anjos vão usar uma receita antiga e certeira: amor verdadeiro mais uma segunda chance (e uma boa dose de confusão), para criar um inesquecível milagre de Natal..

Título: Anjos à Mesa 
Autora: Debbie Macomber 
Ed. Novo Conceito | 2013 | Brochura | 219 páginas
Clique aqui para ler um trecho
Clique aqui para comprar

Trecho: 

Resenha: Sabe aquelas épocas da vida em que as coisas estão bastante atribuladas, até mesmo tristes, e você precisa de uma distração? Algo que te faça rir, aquecer o seu coração, focar-se nas coisas boas? Da próxima vez em que você se sentir assim, eu sugiro que leia este livro. 

Debbie Macomber, a autora, criou há algum tempo três atrapalhadas "anjas" (no livro chamadas de "Embaixadoras da Oração"): Shirley, Goodness e Mercy, agora com um aprendiz de anjo Will. E logo no começo do livro, ela já explica não apenas a origem do nome dos anjos, mas o porquê de ter adicionado Will à parceria: 

Este livro é especial porque nele apresento um novo anjo, cujo nome é Will. Sua criação resulta de uma carta recebida de uma leitora há muitos anos. Rose Williamson sugeriu-me um anjo chamado Will. Eu me lembro de ter franzido a testa quando li a carta pensando: 'Por que dar a vida a um novo anjo, e por que ele se chamaria Will'. Ao continuar lendo a carta, Rose explicou: 'Visto que você criou os anjos com base no versículo da Bíblia do Salmo 23 que diz 'Surely, goodness and mercy will follow you...'. Imediatamente, Will, um aprendiz de anjo, nasceu na minha mente graças a essa perspicaz leitora que compartilhou comigo uma ótima ideia". 

O versículo do Salmo 23 diz "Bondade e misericórdia certamente o seguirão". Para quem não sabe bulhufas de inglês, "Surely" (certamente), tem uma pronúncia muito parecida com "Shirley". Goodness (bondade) e Mercy (misericórdia) não tiveram alterações, mas "Will", apelido de William, nome inglês muito comum, também é uma palavra usada para expressar o futuro. 

Não é lindo? 

Bem, o livro começa com Shirley, Goodness e Mercy mostrando a Will, de longe, a Terra. É véspera de Ano Novo e eles estão sorrateiramente observando a Times Square em New York, já que as três estavam proibidas pelo Arcanjo Gabriel de se aproximar do nosso planeta devido a algumas intervenções atrapalhadas que as três fizeram no passado, retratados em uma série de livros sem títulos aqui no Brasil.

Mas elas não demoram muito a justificarem a si mesmas que ir até a Times Square poderia fazer bem a Will e os quatro acabam se misturando aos humanos e se perdendo uns dos outros. Durante a confusão da virada do Ano, Will vê um jovem rapaz e uma jovem moça de costas um para o outro, mas que têm tudo em comum. Sem pestanejar, dá um jeito de Lucie e Aren se trombarem e os dois desconhecidos, acabam trocando o tradicional beijo de Ano Novo. Shirley, Goodness e Mercy observam horrorizadas o que Will fez e o levam de volta para o céu, mas sem deixar de observar Lucie e Aren.

O beijo levou o casal até um restaurante, onde ficaram conversando até quase de manhã. E o amor foi quase que instantâneo. Porém, é um momento delicado na vida de Lucie e ela não pode se envolver em um romance. Então, Aren propõe um acordo: dar a ela sete dias para pensar. Se decidir tentar engatar o romance, Lucie deverá aparecer no topo do Empire State Building às 16h do dia 08 de janeiro. Se não for, Aren entenderá que ela não gostaria mais de vê-lo...

Se Lucie foi até o Empire State Building ou não, vou deixar no suspense, vocês terão que ler o livro! E eu tenho certeza de que não se arrependerão. 

A história, como podem ver, é um romance doce e já podemos inferir o final apenas lendo o primeiro capítulo. Portanto, não espere grandes surpresas e reviravoltas. Espere as surpresas ao redor de Shirley, Goodness, Mercy e Will... Afinal, o Arcanjo Gabriel descobre o que os quatro fizeram e os mandam consertar a bagunça aqui na Terra, já que eles atrapalharam os planos de Deus: Lucie e Aren só deveriam se conhecer dali a um ano! E os quatro, apesar de tão bondosos e cheios de boas vontades não são anjos exatamente obedientes e sensatos. Ao contrário, são bastante atrapalhados, desengonçados e seu coração puro não consegue fazê-los não se meter na vida dos humanos. Eles conseguem arrancar algumas boas risadas e umas caras chocadas com tamanha falta de noção. 

Lucie e Aren... Impossível não se apaixonar por eles. Lucie Ferrara é uma chef de cozinha que está prestes a abrir seu próprio restaurante com a mãe, chamado de "Encantos Divinos" (sugestivo, não?). Ela se sente profundamente pressionada a fazer o negócio dar certo, já que Wendy, sua mãe, investiu nela todo o dinheiro do seguro que o pai deixou ao falecer. É uma moça boa, com bom coração e grandes intenções.

Aren... Ele acabou de se mudar para New York após seu divórcio doloroso. Preferiu ficar perto da irmã Josie, sua grande amiga e confidente, a fim de tentar curar o coração partido. Aren é jornalista e foi convidado a escrever resenhas de restaurantes para um jornal importante na cidade. É um rapaz bom, porém, bastante magoado com a vida, que está tentando se manter de pé. 

Então, é isso. "Anjos à Mesa" é um romance doce, com uma boa dose de comédia. Uma história pura, que te deixa mais leve a cada linha que lê, torcendo para que tudo aquilo seja real. Ao menos eu desejei, do fundo do coração, que existam anjos por aí como Shirley, Goodness, Mercy e Will

Até a próxima! (Stef Rhoden)

>>> Sobre a autora
Debbie Macomber é uma das escritoras mais populares da atualidade. A autora é disléxica e cursou apenas o Ensino Médio. Estava tão determinada a ser escritora que encontrou tempo livre para trabalhar no desenvolvimento de seus primeiros manuscritos e chegou até a alugar uma máquina de escrever para suas primeiras linhas. Macomber traz vida aos temas de relações de família, comunidade e amizades duradouras, enchendo seus leitores com sentimentos de amor e esperança. A autora já tem mais de 100 livros escritos. Sete de seus romances chegaram ao primeiro lugar da lista de mais vendidos do The New York Times - com três deles estreando em primeiro lugar nas listas do The New York Times, do USA Today e do Publishers Weekly. Debbie vendeu mais de 160 milhões de cópias de seus livros em todo o mundo. Além de seus romances mais vendidos, a escritora possui seu próprio salão de chá, o Victorian Rose Tea Room. Ela e seu marido, Wayne, foram recentemente nomeados porta-vozes internacionais do World Vision por suas iniciativas de ajudas às crianças carentes.

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...