[CINE AIL] "Os Suspeitos", de Dennis Villeneuve

Poster nacional
(Paris Filmes)
Sinopse: Um pai de família vai até as últimas consequências para encontrar o responsável pelo desaparecimento de sua filha e de uma amiga da menina. Quando suspeita que o detetive encarregado das buscas já desistiu de procurar pelo culpado, este pai desesperado começa a desconfiar de todas as pessoas ao seu redor. Fazendo sua própria investigação, ele encontra o principal suspeito e decide sequestrá-lo.

Elenco: Hugh Jackman, Jake Gyllenhaal, Viola Davis, Maria Bello, Terrence Howard, Melissa Leo, Paul Dano, Dylan Minnette, Zoe Borde, Erin Gerasimovich  
Roteiro: Aaron Guzikowski  
Produção Executiva: Stephen Levinson, Edward McDonnell, Robyn Meisinger, John H. Starke, Mark Wahlberg
Produção: Kira Davis, Broderick Johnson, Adam Kolbrenner, Andrew A. Kosove  
Direção: Denis Villeneuve 

Resenha: O que faz o telespectador ir ao cinema para assistir a um filme? Um bom trailer? Uma boa sinopse? Um elenco de ponta? Uma trama interessante? Um cinéfilo de verdade costuma fazer este tipo de análise numa rápida olhada em todos estes itens. E se a resposta for positiva, não restarão dúvidas de um ótimo programa numa tarde de domingo. E se a companhia for igualmente boa, melhor ainda!

Mas vamos ao que realmente interessa: o filme "Os Suspeitos". Este nos remete à atmosfera de um suspense policial angustiante e sombrio encontrada em outros filmes como Zodíaco, Se7en, Sobre Meninos e Lobos. A trama é ambientada numa pequena região da Pensilvania e conta o drama de duas famílias (Keller e Grace Dover / Franklin e Nancy Birch) após o desaparecimento de suas filhas durante o feriado de Ação de Graças

As devidas providências são tomadas. O detetive Loki (Jake Gyllenhaal) assume a investigação e, rapidamente, encontra um possível suspeito (Paul Dano), que é liberado, em seguida, por falta de provas. Daí por diante, vemos as tentativas de Loki em lidar com o perigoso desejo de justiça dos pais, mais evidente nas atitudes de Keller (Hugh Jackman) que não mede esforços para encontrar as meninas desaparecidas, fazendo justiça pelas próprias mãos. 

Dirigido por Denis Villeneuve (Incêndios, 2010), "Os Suspeitos" consegue prender a atenção do telespectador do início ao fim. A fotografia é elemento fundamental para se criar um suspense policial de atmosfera sombria (chuvas, neve etc). E Villeneuve - juntamente com o diretor de fotografia Roger Deakins (de Um Sonho de Liberdade, 007 - Operação Skyfall, dentre outros) - faz isso com maestria. O excelente elenco e o roteiro consistente dão vida às reviravoltas impactantes, levando o telespectador a fazer vários questionamentos (detalhes que passam batidos aos olhos menos atentos).


E, sim, à todo momento são dadas pistas sobre o paradeiro das meninas em forma de enigmas. E por falar em enigmas: na trama, eles são representados por símbolos como o desenho de um labirinto e a Oração do Pai Nosso - este último fazendo um contraste entre as ações de Keller e sua fé.

E o que dizer de Hugh Jackman? É impressionante como ele evolui como ator a cada trabalho.  Jackman consegue dar carga dramática, na medida certa, ao impulsivo Keller e suas dialéticas. Seria injusto não ressaltar a composição de Grace (Maria Bello) em estado praticamente catatônico. O silêncio desesperador de Nancy (Viola Davis). Aliás, me pergunto até hoje por que Viola Davis ainda não ganhou o bendito Oscar?! Intriga da oposição?! Bem falemos sobre isto em um outro momento. Importante  é deixar claro que  mesmo em um papel de poucas falas, ela deu um show à parte. Não precisamos ouvir Davis, apenas observar seus olhos. E, por fim, o terror psicológico vivido por Franklin (Terrance Howard) dividido entre as questões morais criadas pelo temperamento de Keller e o seu desejo de encontrar a filha.


No entanto, quem se destaca - MESMO - é o detetive Loki (Gyllenhaal) em sua tranquila caracterização de "psicopata" (com olhar de peixe morto e blusa abotoada até o pescoço) e sua frase de efeito "estou considerando todas as possibilidades", constratando - a todo momento - com o gênero explosivo de Keller. E ao contrário do que todos imaginam, não é destinado à Keller encontrar o verdadeiro culpado, mas a punição de seus pecados através de suas atitudes e o fim que elas o levam.

Deixando um pouquinho a desejar pelo desfecho, "Os Suspeitos", sem dúvida alguma é um filme tocante, composto por uma atmosfera de suspense angustiante e investigação policial à contento. E posso me arriscar em dizer que é um dos melhores do gênero lançados em 2013. Portanto, recomendo! 

E recomendo, mais ainda, a não assistirem um filme sem saber quem está no elenco e as questões nele abordadas... Ler a sinopse é importantíssimo, assim poupa as pessoas de ouvirem coisas absurdas do tipo "Ih é com ele o filme?!"... "Ihh eu acho que esse filme é de suspense". ¬¬ (Mac Batista)

Assista ao trailer oficial

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...