[RESENHA] "O Amor Mora ao Lado", de Debbie Macomber

Capa da edição nacional
(Ed. Novo Conceito)
Sinopse: Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker. Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes. Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica...


O Amor Mora ao Lado, de Debbie Macomber

Ed. Novo Conceito | 2013 | 160 páginas
Formato/Acabamento: 16x23x1,0
Clique aqui para ler o preview 
  
Resenha:  Alguns livros de romance exigem uma trama mais complexa. Outros não. Alguns são tão profundos que quase deixam o leitor desatinado. Outros não. No caso de "O Amor mora ao Lado", poderia colocá-lo na segunda categoria - apesar de ser interessante o suficiente para despertar o desejo no leitor de lê-lo até a última página.

Nesta história, vocês conhecerão Lacey Lancaster. Ela está recém-divorciada e com o coração partido pelo ex-marido que a traiu com outra mulher. Depois do divórcio traumático, Lacey resolve dar uma guinada em sua vida ao se mudar para outra cidade. No entanto, as mágoas causadas pela traição do ex-marido não a deixam confiar em mais ninguém... Principalmente nos homens. Por este motivo, desde que conheceu Jack Walker, seu vizinho sedutor e mulherengo, ela o mantém bem distante. 
"-Já somos vizinhos há vários meses. Acho que começamos mal. - ele continuou, sem dar nenhum indício que estava de saída - Entendo que não seja interessada em namorar, mas poderíamos ser um pouco mais amigáveis, não acha?"
Capa Original
Jack Walker se encantou por Lacey desde o primeiro dia que ela se mudou para o mesmo prédio em que ele mora. Desde então, tenta  convidá-la para sair, mas suas tentativas são em vão. Lacey se mostra totalmente indiferente a ele e isto o instiga cada vez mais. Quando já estava perdendo as esperanças, Jack é salvo pela travessura de seu gato de estimação chamado "Cão". Isto mesmo, Cão é um gato de rua vira-latas que se encanta pela gata da raça abissínia de Lacey chamada Cléo

E o inevitável acontece. Lacey descobre, logo em seguida, que Cléo está prenha e vai tirar satisfação com Jack, exigindo que ele tenha a sua parcela de responsabilidade em toda a história. Era a justificativa perfeita que Jack precisava para se aproximar de Lacey e, aos poucos, ele alcança seu objetivo. Lacey, a cada dia que passa, fica mais encantada por Jack. O resto da história só vocês conferindo para saber como tudo termina! (rs)
"- Foi uma decisão sábia não se envolver com ninguém logo depois do divórcio - Jeanne disse, compreensiva - Mas agora é hora de seguir com a sua vida. Se quer um conselho, acho que deve sair com Jack. Ele é adorável"
Mas vamos aos três itens que me chamaram atenção neste romance...?!

Apesar dos elementos "mulher-ferida-por-um-cafajeste-que-não-confia-mais-em-homem-algum + homem-salvador-da-pátria-compreensivo-tudo-de-bom", a trama deixa um pouco a desejar. Tudo é muito clichê, muito óbvio.

Primeiro, a história entre os personagens principais não é assim tão bem desenvolvida. Tudo acontece rápido demais pois o livro possui apenas 160 páginas. A sensação é que fica faltando algo mais consistente. Acredito que a autora não teve a oportunidade necessária para construir uma boa trama.

Cléo e Cão
Segundo, nenhum paquera atual vai ficar perguntando, a todo momento,  sobre os ex(-namorados / -maridos) só porque quer entender um pouco mais a cabeça da mulher.

Aliás, homens não gostam disto por três motivos:

1-
eles reconhecem, de longe, quando esbarram em uma mulher que já foi magoada por algum compatriota;

2-
Pelo simples fato de evitarem toda e qualquer tipo de comparação;

3-
o que aconteceu no passado, fica no passado... Então para que relembrar?!

Jack faz exatamente o contrário, o que pode fazer vocês concluírem que este homem só existi, mesmo, na ficção!

Terceiro, a capa é bem interessante e a diagramação também. A Editora teve um cuidado todo especial neste setor. E está de parabéns, como sempre!


Enfim, "O Amor Mora ao Lado" não é um livro ruim, apenas fraco! No entanto, a leitura é fluente em suas 160 páginas e, com certeza, vocês conseguem lê-lo em apenas uma tarde! Então, se vocês forem do tipo descompromissados, curtem um romance "água com açúcar" sem grandes pretensões, este é o livro indicado. Talvez se ele for adaptado para o cinema, o resultado fique mais a contento.

Bjins e inté (MAC BATISTA)
Assista ao Booktrailer


Sobre a autora


Debbie Macomber é uma das principais vozes femininas na literatura norte-americana. Sete de seus romances chegaram ao primeiro lugar da lista de mais vendidos do jornal The New York Times, com três deles estreando em primeiro lugar nas listas do The New York Times, do USA Today e do Publishers Weekly. Debbie vendeu mais de 160 milhões de cópias de seus livros em todo o mundo.

Fonte: Editora Novo Conceito

12 comentários :

  1. Parece ser um bom livro
    Tu escreve boas resenhas, legal ^^

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ótimo! *-*
    As duas capas são bem diferentes!
    Prefiro a da Novo Conceito, acho que a original ficou pouco elaborada.
    Bjoss

    http://www.fotografiaeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que eu to precisando de uma leitura assim levinha e bobinha pra relaxar! adorei

    ResponderExcluir
  4. Hm... Confesso que a resenha me deixou com vontade de ler!

    ResponderExcluir
  5. Confesso que a resenha me deixou com vontade de ler!

    ResponderExcluir
  6. Não conheço a narrativa da autora, mas tenho um lema de querer conhecer tds rs, e mesmo sabendo que esse livro não deva fazer meu estilo devo dar uma chance um dia!

    Miquilis

    ResponderExcluir
  7. Nossas, as capas da Editora Novo Conceito são realmente muitas mais lindas, isso por si só já chama a minha atenção atenção ;) E a história é interessante, envolve animais, que são minhas paixões, adorei a resenha, enfim...muito bom *-*

    ResponderExcluir
  8. Pela resenha, imagino que o livro fique devendo um pouco pois poderia ter desenvolvido mais a trama, ou talvez este tenha sido o intuito da leitura, ser algo leve, para passar a tarde. Eu tenho muito interesse em conhecer este livro!

    ResponderExcluir
  9. Romance fofo e adoro quando tem animais na história, principalmente quando é gato, amei!

    ResponderExcluir
  10. Show. Eu simplesmente adoro esses livros que trazem gatos como personagens quase que primários. Sou fã de Bob (Um gato de Rua Chamado Bob). Com certeza quero ler esse livro e descobrir as peripécias de Cão (nome bem criativo para um gato). É uma pena saber que o livro só possui 160 paginas e que você o classificou como romance água com açúcar, eu como bom apaixonado por felinos, fico triste em saber que um livro que promete tanto, possa ser tão fraco assim.

    ResponderExcluir
  11. Adoro ler e daí junta minha outra paixão que são os gatos, receita perfeita para devorar estes livros. Querendo muito ler!

    ResponderExcluir
  12. Mesmo a resenha tendo apontado alguns aspectos negativos, eu fiquei encantada pela sinopse e pela capa! Quando um livro envolve gatos,eu fico bem entusiasmada para ler mesmo e com esse não poderia ser diferente!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...