[RESENHA] "Profundamente Sua", de Sylvia Day

Sinopse: Eva e Gideon continuam seu romance avassalador. Mas agora, com a grande publicidade que seu namoro anda tendo, Eva deixou seu anonimato para ser uma pessoa perseguida por paparazzi... E por seu passado. 

Trecho:

"Ele pegou minha mão, levou até a boca e beijou a ponta dos meus dedos. 'Eu te amo'. 
Fiquei paralisada, com o coração saindo pela boca.(...)Engolindo em seco, murmurei: 'Fala de novo'. Ele parou em um sinal, virou a cabeça e me olhou (...).
'Eu te amo. A palavra certa não é bem essa, mas eu sei que é isso que você quer ouvir'. 
'Que preciso ouvir', eu disse num tom ameno.
'Desde que você entenda a diferença...' O sinal abriu e ele arrancou com o carro. 'As pessoas conseguem esquecer um amor. Conseguem viver sem ele, seguir em frente. É possível perder um amor e encontrar outro. Comigo isso não vai acontecer. Não vou sobreviver a você, Eva'". 

Resenha: A viagem de Palmas a Maceió tem cerca de 1.900 km, com duração de aproximadamente dois dias. E foi exatamente este o tempo em que demorei para ler "Profundamente Sua", o segundo volume da trilogia "Crossfire" de Sylvia Day. Mais uma vez, mordi a língua. 

Estava conversando com o também #impressionista Kal estes dias e me lembro de uma afirmação bem enfática que fiz: disse que os segundos volumes de uma trilogia são apenas uma grande encheção de linguiça. Kal rebateu meu comentário e eu o consertei: são GERALMENTE apenas uma grande encheção de linguiça. Quando terminei o livro, fiquei feliz por consertado minha frase. "Profundamente sua" é uma exceção à regra... 

Quem leu minha resenha sobre "Toda Sua", o primeiro volume da série, vai se lembrar de que não gostei e não tive boas impressões sobre a trilogia e a autora Sylvia Day. Mas este mudou totalmente a minha ideia. 

Em "Profundamente Sua", não tive mais tantas confusões com a narrativa. Ao contrário do primeiro, o livro não me pareceu tão rápido e não me senti atropelada com os acontecimentos. Tudo me pareceu acontecer num tempo razoável, sem pressa e sem se estender demais. E também apreciei um pouco mais a narrativa, a forma como a história foi contada. 

Aqui, Gideon Cross me conquistou. Acho que Sylvia Day finalmente descobriu como queria seu "macho alfa" dominador e escreveu um personagem mais coerente, diferente do Gideon totalmente contraditório do primeiro livro. Aqui, sim, ele me convenceu ser um homem poderoso, impassível, dominante e traumatizado. Aqui ele está apaixonado mas sua personalidade continua constante e coesa. Finalmente! Ele ainda não roubou o espaço de Christian Grey (da trilogia "Cinquenta Tons") em meu coração mas posso dizer que me balançou. Me fez sentir exatamente como eu gosto de me sentir quando leio um livro. 

Eva Tramell... Bem, ela também se tornou uma personagem mais madura. Não a pessoa Eva mas a forma como ela foi escrita amadureceu aqui. Eva me convenceu ser uma mulher forte e inteligente, embora confusa devido aos seus traumas e infantil quando o assunto é ciúme - julgamento que fiz baseando-me em mim mesma nas situações em que ela viveu... O que é errado mas, enfim, que outro tipo de base nós temos, não é? O importante é que ela despertou a minha simpatia e minha solidariedade. Eu REALMENTE gostei dela. Eva parou de fugir. 

O sexo continua quente. As cenas são um pouquinho mais carinhosas mas, ainda assim, quentes. Eva é sensual e Gideon... Deus do Céu! :x

E não encontrei muitos acontecimentos dispensáveis neste livro. Achei que todos os eventos da narrativa foram bem escolhidos. Não consigo me lembrar de uma passagem supérflua ou que me faça esperar a utilidade dela no próximo livro. Achei a história melhor resolvida também pois Sylvia teve bastante cuidado em situar o leitor no espaço e no tempo. 

Em "Profundamente Sua", finalmente sabemos o que aconteceu com Gideon. E eu fiquei feliz por ser algo realmente chocante, que pudesse justificar todas as suas atitudes e comportamentos. Fiquei tocada e até senti uma lágrima querendo cair dos olhos - diferente de quando li o que havia acontecido com Christian na saga "Cinquenta Tons". Ainda vou esperar o próximo livro, já que Sylvia Day guardou alguns mistérios para o final da trilogia, claro. Mas acho que uma pessoa que passa por tudo o que Gideon passou, precisa de um momento na vida em que pudesse perceber que deveria contar com ele e apenas com ele para ser alguém. Quero dizer, Gideon tem todos os motivos do mundo para ser um playboy viciado em drogas e problemático ao invés do homem poderoso e controlado que é. Enfim, vamos aguardar... 

O que não gostei do livro foram alguns diálogos meio bobos. O fato de Eva demorar a entender algumas coisas - minha ETERNA reclamação em relação a romances, com personagens descritas de uma forma e agindo totalmente diferente na página seguinte. A reação dela frente a um antigo amor do passado... O quarto que Gideon fez para ela em sua própria casa, uma réplica perfeita do quarto dela no apartamento dela, ainda me faz sentir calafrios...  Não gostei da cena do encontro dos pais da Eva. Enfim, não dá para me estender demais, para não gerar spoilers, mas... Bem, vou apenas citar uma pequena parte para ilustrar o que não foi perfeito: Gideon está degladiando com um outro cara e Eva, desesperada, pede que o motorista a ajude a tirar Gideon de lá. Como ele não se mexe, ela começa a ficar histérica...


"'Qual é o seu problema?! Você tem que acabar com isso!'
Seus olhos azuis pareciam tranquilos. 'Ele sabe quando parar, Eva'". 

Minha reação: "Quê?????"

Enfim! Tive que engolir, né? Já estava publicado mesmo... 

De qualquer maneira, quero apenas dizer que "Profundamente Sua" me fez procurar avidamente em todas as livrarias o próximo volume da série - "Para sempre sua" - principalmente pela forma como ele acabou! E só depois de pagar vários micos, descobri que só será lançado em Maio / 2013... Droga!

Stef Rhoden já não tem mais unhas... 

Trilha Sonora: Something (Lasgo)

2 comentários :

  1. Nossa, eu li esse livro, achei ele menos enrolado que o primeiro, mesmo eu amando, mas o Gideon tem seu charme doido, mas que ninguem resiste, parabéns pela resenha.

    http://loucaescrivaninha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É...

    E estou aprendendo a amá-lo... hehehe... Obrigada!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...