[CINEBOOK] "O Lado Bom da Vida", de David O. Russell

Sinopse: Após um tempo internado em uma clínica para deficientes mentais, o professor Pat Solitano se muda de volta para a casa de seus pais e tenta se reconciliar com sua ex-mulher. Mas as coisas mudam quando ele é apresentado à Tiffany, uma garota misteriosa que tem seus próprios problemas.

Uma tragédia romântica...

O ditado popular "os opostos se atraem" nunca esteve tão equivocado. Em "O Lado Bom da Vida", do diretor David O. Russell, ocorre justamente o contrário. Pat e Tifanny acabam se atraindo justamente em razão das coisas que ambos têm em comum. Pat é um esquizofrênico recém-saído do manicômio. Tifanny acabara de ser demitida por má conduta no ambiente de trabalho. Enquanto Pat foi abandonado pela mulher, Tifanny perdeu o marido em um acidente. Além disso, ambos surtaram recentemente e são amparados por suas famílias.

Um belo dia, os dois se encontraram em um jantar na casa do melhor amigo de Pat (que armou o encontro) e acabam estabelecendo uma relação estranha, que mistura amor e ódio, apego e desprezo. A forma como o filme é dirigido por Russell, espremendo dos atores principais o que eles tem de melhor, acabou rendendo 8 indicações aos Academy Awards, dentre elas a de Melhor Atriz, Ator, Diretor e Filme.

Pat e Tifanny (Divulgação)
A grande surpresa foi a indicação de Bradley Cooper, (mais conhecido pela cinessérie "Se Beber Não Case") que está excelente neste filme. A Academia em geral não costuma indicar e, menos ainda, premiar atores com o currículo de Cooper mas teve que se curvar perante seu trabalho neste longa. Ele obteve êxito onde poderia errar terrivelmente. Se Cooper interpretasse um esquizofrênico sem o equilíbrio necessário na performance, poderia acabar repetindo o erro de Johnny Depp e acabar se tornando caricato...

Além do mais, Cooper deve muito à sua parceira neste filme. Jennifer Lawrence já havia sido indicada ao Oscar no ano de 2011 pelo filme "Inverno da Alma" (de Debra Granik) e pode até ganhar desta vez. A dobradinha que fez com Bradley Cooper é a cereja do bolo deste filme. A forma como conduziram suas personagens será, definitivamente, um marco em suas carreiras e com certeza as pessoas passarão a conhecê-los e referenciá-los à partir deste trabalho. Parece-me que surgiram duas novas estrelas na constelação hollywoodiana.

(Divulgação)
Quanto ao resto do elenco, bem, basta dizer que Robert de Niro e Jacki Weaver, que vivem os pais do perturbado Pat, também foram indicados ao Oscar de Melhor Ator e Atriz Coadjuvante. E ainda temos o retorno de Chris Tucker que andava sumido desde "A Hora do Rush 3", de 2007. A personagem de Tucker é hilária e o ator prova com isto que, dar um tempo na carreira, quando ela já está um pouco desgastada, faz um bem danado. Pena que já anunciaram  um quarto "A Hora do Rush", que pode condená-lo à mais um período de ostracismo.

Se você ainda não assistiu "O Lado Bom da Vida", recomendo que arrume um jeito de conferi-lo antes do Oscar. É bom torcer por um filme que a gente assistiu e curtiu...

Rock on! (Marlo George)

Ficha Técnica:
O Lado Bom da Vida (2012)
Direção: David O.Russell
Elenco: Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert de Niro, Jacki Weaver e Chris Tucker.



1 comentários :

  1. Apesar de ser um grande sucesso, ainda não vi este filme. Costumo pensar que quando um filme faz tanto sucesso assim é porque não é lá muito bom (exemplo disso é a saga Crepúsculo).
    Talvez, quando "O Lado bom da Vida" deixar de ser mania, aí sim, talvez, eu o veja.
    Bela crítica ;)
    http://daquioitentaanos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...