[DIVULGAIL] Anime & Ação - Baixada: Nível Épico!!!

No último domingo, estive presente ao evento Anime & Ação - Baixada, organizado pela DaMatrix Digital sob o comando de Mayck Ramilgton. Cheguei cedo ao SESI Duque de Caxias (RJ), onde foi realizado e me deparei com a grata surpresa do local estar devidamente paramentado com ornamentos que evocavam os personagens utilizados no cartaz do evento, o que é muito bom e deu um caráter completamente profissional.

Logo na entrada, tinha um enorme display, onde os visitantes poderiam tirar fotos ou a imprensa poderia realizar entrevistas com o logo do evento ao fundo, algo praticado em muitos eventos internacionais mas um tanto esquecido em muitos eventos do gênero no Brasil.

2º Cloth Mith Expo
Os stands foram todos acondicionados na quadra do local, ampla e espaçosa, onde vimos de tudo à venda, produtos relacionados, além, claro, da bela "2º Cloth Mith Expo", exposição com estátuas dos personagens do anime "Os Cavaleiros do Zodíaco".

Evandro M. Sturião
& Manoel A. Kretlli, Jr.
Encontrei também um stand vendendo os quadrinhos alternativos "Dual Force" e  "Coração de Jade - Extra", do grupo Watcha, de autoria de Manoel A. Krettlli, Jr. (roteiro) & Evandro M. Sturião (arte). Batemos um papo sobre produção de quadrinhos, filmes e desenhos animados diversos... Rimos muito e foi agradável ver que o público estava igualmente feliz por ter, novamente, um evento de anime e mangá na Baixada Fluminense, uma vez que os grandes eventos não acontecem na região e, sim, no centro do RJ e adjacências. O público da Baixada é tão importante quanto e também merece diversão de qualidade.

Cosplays
Cosplays
O evento contou com concurso de cosplay onde participantes se vestem como seus personagens favoritos, não só de anime ou mangá mas também de games, filmes diversos e super-heróis. Eu mesmo fui abordado por um monte deles, uns luxuosos e mais elaborados outros somente por diversão no que já foi chamado carinhosamente de "cospobre"... Acho super-válido! Diversão não tem preço!

E chegou a vez das aguardadas palestras. Primeiro, foi a vez da dubladora Flora Paulita falar sobre seu trabalho fazendo a voz nacional da personagem Holy Serenity (Grand Chase), dentre outros. O público vibrou e a recepção não poderia ter sido melhor.
Kal J. Moon e a dubladora Flora Paulita
Mas, logo em seguida, estava programado uma palestra chamada de "Especial CDZ" sobre, claro, "Os Cavaleiros do Zodíaco", contando com a presença dos dubladores Leonardo Camillo & Ulisses Bezerra (que fizeram as vozes no clássico anime de Ikki de Fênix e Shun de Andrômeda), além do editor Marcelo Del Greco (que já passou pelas revistas Herói, foi editor e gerente de conteúdo da Editora JBC mas atualmente está como editor da linha de mangás na Editora Nova Sampa). A palestra foi ministrada por este que vos tecla e eu estava numa posição privilegiada pois, além de estar ao lado de grandes talentos, eu também pude presenciar a reação do público a cada resposta dos dubladores contando suas experiências não só nos animes e seriados como em filmes diversos e novelas.

O dublador
Leonardo Camillo
Um dos momentos mais interessantes foi quando Leonardo Camillo contou sua experiência quando participou da equipe de dublagem de uma novela venezuelana que seria transmitida em Portugal. A novela foi dublada por outra equipe em luso-português. Mas foi pedido que trocasse a equipe e que fosse dublada em português-brasileiro pois preferiam assim.
O dublador
Ulisses Bezerra

O dublador Ulisses Bezerra também contou que sua escolha para fazer a voz do amado (e odiado!) personagem Charlie Brown (da série animada Snoopy) foi feita sob aprovação do próprio Charles M. Schultz, criador das tiras. Estes "detalhes" provam que a dublagem brasileira, tempos após tempos, transformou-se em padrão nos muitos países onde pode ser apreciada. E ainda tem gente que fica falando mal, né?


O editor
Marcelo Del Greco
Após a simpatia de ambos os dubladores, o editor Marcelo Del Greco contou-nos um pouco sobre a trajetória da revista Herói - a primeira revista brasileira a falar sobre Cavaleiros do Zodíaco, sendo editada por aproximadamente 12 anos e formando grande parte do público que curte animes e mangás no Brasil - e divulgou seus planos a frente da linha de mangás da Editora Nova Sampa - "um pouco como voltar para casa", como disse durante a palestra, uma vez que a revista Herói foi editada pela ACME em parceria com a Sampa. Dentre os novos títulos, ele falou sobre Old Boy - que virou filme - Kyou Kara Hitman e Yakuza Girl. Estes dois últimos chegam às bancas dentro de poucas semanas mas o público participou de um quiz onde concorreu a exemplares dos mangás, além da revista Preview, pastas exclusivas e uma camisa oficial japonesa de Kyou Kara Hitman. Conversamos sobre periodicidade, tradução e adaptação do produto frente ao público brasileiro, tudo mediante aos olhos atentos do auditório lotado!

Old Boy, Yakuza Girl e Kyou Kara Hitman -
os mangás da Editora Nova Sampa
Dali, vimos expressões satisfeitas do público durante a sessão do autógrafo, onde os dubladores, muito solícitos, diziam tudo o que os fãs diziam. Não podemos registrar aqui mas nunca imaginei Shun e Ikki falando o que eles falaram. Mas, como eu disse, é tudo válido pela diversão...

A tarde caiu com o calor excedente que fazia naquele domingo. Missão cumprida, era hora de voltar pra casa, despedir-me de amigos que não via há muito tempo. E encontrar um público que queria apenas que o dia terminasse bem. Como Mayck, organizador do evento, costuma dizer, foi nível épico! E foi mesmo... Outro, agora, só ano que vem. Todos aguardamos ansiosamente...

Kal J. Moon agradece à organização pelo convite e espera que isso se repita muitas vezes... E, claro: Morra, Seiya!!!

Serviço
O que? Anime & Ação - Baixada
Quando? 21/10/2012
Onde? SESI Duque de Caxias - RJ

10 comentários :

  1. Muito bom esse post, fiquei sabendo de tudo que não pude ver nesse evento, afinal estava na quadra vendendo meus zines e cuidando do concurso de desenho.
    Devo ressaltar que também gostei muito do evento, tava faltando um evento assim na baixada, espero que tenha muitos outros


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mesmo muito legal, Krettlli... Espero que isso torne-se rotina pq merecemos tanto quanto o centro do RJ um evento desse porte... Abração, cara!(KJM)

      Excluir
  2. Marlo George23 outubro, 2012

    Se eu estivesse lá perguntaria pro Del Greco a razão deles terem adotado o slogan "Revista anti-nerd" para a Herói? Está aí uma coisa que eu sempre quis saber...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro-me que essa foi uma das frases que vinham acima do logo da revista... Acho que era "A revista à prova de nerd!"... E acho que foi algo que não foi bem compreendido na época e nem hoje em dia pq não vi isso exatamente como ofensa mas sim como uma escolha infeliz de "bordão".

      Embora eu esteja apenas conjecturando, quando a revista surgiu, ser chamado de "nerd" era uma grande ofensa. Principalmente pq, na época, "nerd" era o cara que conhecia cada centímetro cúbico da nave Enterprise, podia citar de cór a letra da música de abertura de "Cavalo de Fogo" ou mesmo dizer a escalação de cada integrante da Yamato... E ser "à prova de nerd", EM MINHA OPINIÃO, era que não iriam encontrar qualquer informação não-apurada. Se o "nerd" em questão fosse verificar se os dados mencionados nos textos estivessem incorretos, aprovaria pq não encontraria erros.

      Mas, como disse, é só o que eu acho que foi a idéia do "bordão". Mas não deu muito certo ou não foi bem compreendido pelo público e logo tiraram essa frase do logo e dos comerciais...

      E, se vc tivesse ido ao evento, só iria saber disso na hora dos autógrafos pois, por conta do tempo esgotado na palestra, não houve abertura de perguntas do público. Mas quem pegou autógrafo pôde conversar à vontade com todos eles... (KJM)

      Excluir
    2. Pois é! Pra mim não houve confusão não. Acho que os caras meteram os pés pelas mãos. Não reconheceram o próprio público alvo e os ofendeu. Sei que na época ser chamado de nerd pegava mal e tudo mais, ninguém curtia e muito menos se declarava nerd (hoje em dia é moda e até a Madonna já disse que era) e a pretensão deles é que o camarada que consumia o produto não se sentisse ou se visse como um nerd, já que isso era pejorativo.

      Acho que era o mesmo que vestir o Kevin Smith com um casaco do time de futebol americano da escola. Ele até poderia ficar parecido com um dos "plastics", mas continuaria sendo um nerd.

      Mas só podemos fazer conjecturas, uma vez que ninguém perguntou pro cara...

      Excluir
  3. Ok, enlouqueci com a exposição!! Aquela que corre, agarra o Seya e sai correndo!! hahahahaha...

    Confesso que só depois de ler o seu post consegui perceber que o Ulisses Bezerra dubla o Shun e o Charlie Brown!!! #lerda

    Estou planejando entrar nesse mundo da dublagem, pra isso preciso de dinheiro, amigos, talento e sorte, rs, quem sabe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! Tb achei muito legal a exposição e vc só viu uma foto... Se eu colocasse as outras, ia ter um treco. E eu tb fiquei louco quando vi cada estátua. Mas não tinha como pegar qq uma das estátuas e sair correndo pq tinham seguranças do tamanho do Aldebaran - que dizem ser brasileiro - protegendo o patrimônio da exposição...

      Sobre a voz do Charlie Brown: este personagens teve, se não me engano, quatro vozes. O primeiro dublador era o mesmo do Chaves. Infelizmente, este dublador já faleceu. Os dois seguintes foram colocados ao mesmo tempo só que em mídias diferentes. Ulisses Bezerra dublou o personagem para as antigas fitas VHS enquanto que Selton Mello - sim, ele mesmo! - ficou com a dublagem para TV que passou no SBT. O último é o José Leonardo, mais conhecido pela voz do personagem Bob Sauro do seriado Família Dinossauro...

      E Ulisses tem um curso de dublagem em São Paulo. O link tá aqui ó: http://www.universidadededublagem.com.br/

      Já no RJ, temos o curso Gigavoxx:

      http://www.gigavoxx.com.br/?gclid=CIbmwMy1mbMCFQHonAodTg0AkQ

      Realmente, se for o caso de ingressar e conseguir, de repente é uma ótima oportunidade de fazer algo muito interessante... Abração! (KJM)

      Excluir
    2. "Estou planejando entrar nesse mundo da dublagem, pra isso preciso de dinheiro, amigos, talento e sorte, rs, quem sabe..."

      Precisará mais do segundo item do que dos outros. O terceiro nem precisa.

      Excluir
  4. Com certeza MORRA SEiYA!!! Até hoje assisto os animes que assisia quando criança. São todos fantásticos, meu favorito é Pokemón. Vc já pensou em postar alguma coisa sobre a tal Teoria do Ash em coma?

    Bjs
    http://pepperbubblegum.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Amanda... Eu nem conheço a teoria do Ash mas vou até procurar pq fiquei curioso... Embora eu goste do primeiro filme do Pokémon, não tenho paciência pra assistir a uma série tão longa hj em dia... Minhas séries favoritas são mais antigas como Rei Arthur, Zillion, Honey Honey, Video Girl Ai, Angel - A Menina das Flores, Rurouni Kenshin (Samurai X - os ovas) e o melhor dos melhores em minha humilde opinião: Cowboy Bebop!

      Atualmente, estou começando a assistir "Samurai Champloo" mas só vi alguns episódios e é cedo pra falar... Abração!!! (KJM)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...