[RESENHA] "Um Sonho de Liberdade", de Stephen King

Sinopse: Com o título original "Rita Hayworth and Shawshank Redemption" (um dos contos da coletânea de contos do livro "As Quatro Estações" de Stephen King), "Um Sonho de Liberdade" é ambientado no ano de 1946 e conta a história do jovem e bem-sucedido banqueiro Andrew "Andy" Dufresne  é sentenciado a duas penas consecutivas de prisão perpétua pelo assassinato de sua esposa e de seu amante, a serem cumpridas na Penitenciária Estadual de Shawshank, no Maine, comandada pelo religioso todavia cruel agente penitenciário Samuel Norton. Rapidamente, Andy se torna amigo de Ellis "Red" Redding, interno influente, também sentenciado à prisão perpétua, que controla o mercado negro do presídio. Ao longo das quase duas décadas de Dufresne na prisão, ele se revela um interno incomum, buscando seus objetivos através de seus próprios meios.

Resenha: Para muitos que ainda não sabem, "Quatro Estações" é uma coletânea de contos que faz muito sucesso entre fãs e afins de Stephen King. Dentre estes contos, posso ressaltar: "Conta Comigo" e "Um Sonho de Liberdade" que é a história-tema desta resenha.


Neste conto, somos apresentados a história de Andrew Dufresne, um banqueiro que é injustamente condenado à prisão perpétua pelo assassinato de sua esposa e de seu amante. Dufresne é sentenciado à pena máxima por cada assassinato e tudo indica que ele vai morrer na prisão. Andrew é imediatamente levado para o presídio  de Shawshank. Este lugar é famoso por ter um regime severo e pelo fato de ninguém nunca ter conseguido escapar de lá.


"Quando a pena é para toda vida... É exatamente isso que tiram de você..."

A situação de Andrew não é das melhores. Ele está completamente desnorteado, perdeu a esposa que amava, descobre que estava sendo traído e ainda se vê privado do bem mais preciso que um ser humano pode ter: a liberdade! 

Nos seus primeiros dias em Shawshank, Andrew é brutalmente espancado por se recusar a fazer alguns "favores sexuais". Após sair da enfermaria, ele faz amizade com outro prisioneiro: Ellis Boyd, vulgo Red. Eles formam uma dupla ímpar. Enquanto um sonha com a liberdade, o outro não sabe o que faria "com essa tal liberdade", já que está há tanto tempo naquele lugar. Red também é "o cara" que consegue tudo dentro da prisão. Portanto, Dufresne não poderia ter um amigo melhor enquanto estivesse em Shawshank.

Por ser um profundo conhecedor de finanças, já que esse era o seu ofício enquanto "cidadão livre", Andrew se apresenta ao Diretor do presídio, que o elege à gerente da Biblioteca de Shawshank. Ele passa a ser manipulado pelo Diretor que participa de um esquema de corrupção de desvio e lavagem de dinheiro... Ou, pelo menos, faz com que o Diretor pense dessa forma!



"Há lugares no mundo que não são feitos de pedra...E há algo dentro de nós que eles não podem tocar"


Andrew passa vinte anos em Shawshank e, durante este tempo, nunca deixou de sonhar com a sua liberdade, apesar de ter perdido anos preciosos pagando por um crime que não cometeu! No entanto, ele vê sua esperança ser abalada quando descobre que a única pessoa que poderia testemunhar a seu favor foi "apagada" da face da Terra. Andrew também percebe que alguém não quer que ele saia dali. Então, ele não vê alternativa a não ser elaborar um estratagema que  vai virar Shawshank de cabeça pra baixo!


"No fim a coisa é muito simples: trate de viver... Ou trate de morrer..."

Um Sonho de Liberdade é uma história de esperança, fé, verdade. E nos ensina que, se queremos algo que é muito importante para nossas vidas, devemos lutar para conseguí-lo. Em outras palavras: não devemos desistir diante dos obstáculos que a vida nos impõe. Nunca... Jamais!!!


Adaptação para o cinema
Lançado em 23 de setembro de 1994, o filme teve fraca recepção nos cinemas, arrecadando pouco mais de 28 milhões de dólares - apenas 3 milhões de dólares de lucro em relação ao orçamento. Apesar disso, Um Sonho de Liberdade recebeu resenhas favoráveis dos críticos, múltiplas indicações à prêmio - incluindo sete indicações ao Oscar: Melhor filme, melhor ator, melhor roteiro adaptado, melhor fotografia, melhor edição, melhor trilha sonora original, melhor som e duas indicações ao globo de ouro - além da inclusão na lista dos melhores filmes estadunidenses do American Film Institute.

  • Tim Robbins como Andy Dufresne
  • Morgan Freeman como Ellis Boyd "Red" Redding: melhor amigo de Andy e narrador do filme. Antes de Freeman ser escalado, Clint EastwoodHarrison FordPaul Newman e Robert Redford foram considerados para o papel. Ainda que na novela ele tenha sido retratado como um irlandês ruivo, o diretor Frank Darabont escolheu Freeman pela sua autoridade e conduta, porque ele não conseguia imaginar mais ninguém no papel.
  • Bob Gunton como Warden Norton: o agente penitenciário de Shawshank é versado na Bíblia e se apresenta como um cristão devoto, além de um administrador reformista. Todavia, suas ações o revelam como corrupto, cruel e impiedoso.
  • William Sadler como Heywood: um dos integrantes do grupo de presos perpétuos de Red
  • Clancy Brown como Capitão Hadley: chefe dos guardas. Hadley é um guarda descontrolado que só pensa em aplicar punições físicas aos internos para manter a ordem.
  • Gil Bellows como Tommy: um jovem interno cuja experiência em uma prisão anterior sustenta a tese da inocência de Dufresne.
  • Mark Rolston como Boggs Diamond: líder da gangue "The Sisters" e estuprador da prisão.
  • James Whitmore como Brooks Hatlen: curador da biblioteca da prisão e um dos mais antigos presos.
Trailer do filme



====================>

Stephen Edwin King (Portland, 21 de setembro de 1947) é um escritor norte-americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Os seus livros venderam mais de 350 milhões de cópias. Seus livros foram publicados em mais de 40 países e muitas das suas obras foram adaptadas para o cinema. Embora seu talento se destaque na literatura de terror/horror, escreveu algumas obras de qualidade reconhecida fora desse gênero e cuja popularidade aumentou ao serem levadas ao cinema, como nos filmes Conta ComigoUm Sonho de Liberdade (contos retirados do livro As Quatro Estações), ChristineEclipse TotalLembranças de um Verão e À Espera de um Milagre. O seu livro, The Dead Zone, originou a série da FOX com o mesmo nome. O próprio King já escreveu roteiros de episódios para séries, como Arquivo X, em que ele escreveu o roteiro do episódio "Feitiço", da quinta temporada.
<=====================

7 comentários :

  1. Resenha bem legal:D
    Fiz uma resenha deste livro no meu blog também.
    Mas só pra constar, este livro também rendeu o filme O Aprendiz, baseado no conto Verão da corrupção – Aluno inteligente. O filme ficou bem fiel ao conto, mudando o final para ele ficar mais aceitável.
    É um filme legal, mas Conta Comigo e Um SOnho de liberdade são bem melhores hehe

    www.palitosnerds.blogpost.com

    ResponderExcluir
  2. Tem razão, Tiago... É que Mac preferiu estes dois contos que vc citou aos outros dois... Mas vale como leitura pq a literatura sempre nos ajuda a viajar, esquecer os problemas além de ser cultura pra se ter assunto... Abração carioca! (KJM)

    ResponderExcluir
  3. Oi Tiago...realmente de todos os contos que foram adaptados para o cinema, os melhores são "Conta Comigo" e "Um Sonho de Liberdade"!!! Fico feliz que tenha gostado da resenha. E vlw pelo seu comentário é sempre muito importante sabermos a opinião dos nossos amigos seguidores! ^.^ bjs (Mac Batista)

    ResponderExcluir
  4. Tenho esse livro mais ainda não tive tempo de lê-lo parece lindo, pelo menos o filme eu amei de paixão *.* Parabéns pela resenha, ficou ótima, Beijos!


    Ain, que desabafo mais compatífel menina, passei pelo mesmo já que minha facul federal tambpem esteve de greve e depois de ter voltado ando sendo sulgada pelo tempo e pelos livros de tanta coisa que tenho pra fazer. e bem só tenho a dizr o quanto gostei do seu blog e posts. parabéns, beijos!


    http://www.linguasdeprata.com/

    ResponderExcluir
  5. A falha de King, foi não mencionar Tolstoi. A novela que deu origem ao filme foi inspirada no conto do autor russo, "Deus vê a verdade, mas espera". Publicado em 1872.

    ResponderExcluir
  6. Alguém pode me dizer qual é o nome do funcionário que Andy Dufrense assume a identidade quando foge da penitenciária? Eu tb amo esse filme e quero fazer o resumo completo dele.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...