[CINEBOOK] "O Cavaleiro das Trevas Ressurge", de Christopher Nolan

Cartaz nacional
Filme: "O Cavaleiro das Trevas Ressurge" ("The Dark Knight Rises", 2012, Warner Bros / Legendary)
Diretor: Christopher Nolan
Elenco: Christian Bale, Gary Oldman, Tom Hardy, Joseph Gordon-Levitt, Anne Hathaway, Marion Cotillard, Morgan Freeman, Michael Caine
Duração: 164 min


Trecho:
"Por que caímos, Bruce...?" (Batman Begins)

Sinopse:
Oito anos após os ataques do Coringa à Gotham, graças à Lei Dent, a cidade vive dias de paz. Porém, um homem de grande intelecto e grande força chega para desafiar nosso heroi e nada mais será o mesmo...

Resenha: Maravilhoso. Estupendo. Um magnífico roteiro, construído minuciosamente. Uma história que nem parece filme baseado em histórias em quadrinhos de tão surpreendentemente real. Um vilão interpretado de forma ímpar, merecendo indicação ao Oscar. Enfim, um grande filme, que já nasceu clássico!

É óbvio que estamos falando do filme anterior, estrelado por Heath Ledger. Já sobre o filme atual... Bem...

Comissário Gordon (Gary Oldman) na cerimônia
de homenagem a Harvey Dent
É realmente estranho ter de falar de um terceiro filme do Batman, tendo assistido inúmeras vezes ao segundo filme e percebendo que não haveria necessidade alguma de ser produzido mais algum exemplar da franquia. Quer dizer, sabemos que a única necessidade foi fazer mais dinheiro. Pode não ser um bom motivo para muitos mas é um motivo plausível quando se trata de um produto...

O abatido Bruce Wayne (Christian Bale)
e seu mordomo Alfred (Michael Caine)
Nesta nova aventura, Batman está ausente há oito anos - embora a versão dublada diga que foram sete - e Bruce Wayne (ainda o competente Christian Bale) também desapareceu da vida pública. As pessoas até inventam histórias maldosas sobre o blilionário, como se ele fosse um excêntrico a la "Cidadão Kane". O simples roubo de um colar de sua propriedade por Selina Kyle (Anne Hathaway) é o estopim para fazê-lo repensar sua reclusão, que, indiretamente, afeta toda uma cadeia ao seu redor, revelando (mais) podres e esquemas de corrupção em sua empresa e criando um roteiro um tanto forçado no que se refere a coincidências demais em relação aos acontecimentos mostrados na película.

O policial John Blake (Joseph Gordon-Levitt)
em ação
Causa muita estranheza, devo admitir, ver um diretor tão preocupado com a história a ser contada entregar um filme com tantas pontas soltas, sem resolução. Ainda que o espectador goste do filme e se divirta durante a exibição, algumas perguntas virão à sua mente como "como é que 'fulano' descobriu isso?", "por que 'Siclana' tem tanto medo de 'Beltrano' e qual sua ligação anterior com ele?" ou "que diabos aconteceu no final???". Nenhuma dessas perguntas são respondidas e nem insinuadas...


A gatuna Selina Kyle
(Anne Hathaway)...
A impressão que temos é que o filme não conseguiu resolver três dos principais problemas à que se propôs: administrar uma história com um vilão mais carismático que o do segundo filme, resolver múltiplas subtramas de forma satisfatória e fechar a trilogia amarrando todas as histórias. É muita coisa para um filme só e também é complicado tentar algo do gênero e achar que vai ser bem sucedido - Trilogia Matrix, alguém?

...e sua contraparte nas histórias
em quadrinhos (por Tim Sale)

Tecnicamente falando, é um filme acima da média. Trilha sonora satisfatória de Hans Zimmer e companhia. Direção de fotografia clautrofóbica na medida exata de Wally Pfister com esperta montagem de Lee Smith. Efeitos sonoros, pirotecnia, maquiagem, figurino, tudo colabora para o espetáculo audio-visual em conjunto com a história como poucos filmes atuais conseguem.

A cinessérie do homem-morcego pode ser dividida por temas. Enquanto o primeiro filme lidava com o medo e suas variações, o segundo tentava dar alguma luz sobre a eterna luta entre o caos e a ordem. Este terceiro mostra como lidar com a dor. "Por que caímos, Bruce...?", perguntou o pai do protagonista, ainda no primeiro filme. E essa pergunta permeia toda a história até seu clímax quando... Bem, vocês terão de ver para saber o que acontece de fato.

Cartaz nacional
Não, não é um filme ruim como "O Espetacular Homem-Aranha", por exemplo - pelo contrário! Mas também não é essa maravilha toda que estão alardeando por aí, dizendo que o diretor finalmente merece o Oscar ou pelo menos a intérprete da Mulher-Gato... Que, no fim das contas, nem é chamada assim por ninguém!
Se existe um grande pecado nesta história é justamente ter existido o segundo filme. Ele deu um novo sentido ao termo "suspensão de descrença". Tudo era muito real! Enquanto que no primeiro e terceiro, há fantasia demais. É difícil crer que tudo ali pode acontecer de fato. Não à toa confessei certa vez a um amigo que o Batman era um ser impossível de existir. Se o mesmo que acontecesse com ele ocorresse com uma pessoa da vida real, ele seria um policial, bombeiro, qualquer coisa, menos alguém que se veste de morcego para espancar quem faria algo parecido com o que lhe ocorreu na infância...

Porém, enquanto muitos reclamaram que o Batman dos filmes de Nolan era completamente diferente do Batman dos quadrinhos, este filme rende uma grande homenagem a muitas das adaptações feitas na nona arte, cinema e TV, que vai entreter os fãs mais antigos.

O filme entretém e surpreende mesmo a quem acha que sabe o final desde que saíram as primeiras notícias na mídia. Adiciona um pouco de humor em algumas sequências, algo um tanto irônico para essa franquia! Mas não, não é isso tudo... Vá com baixíssimas espectativas e, quem sabe, vai se divertir bem mais... Como tudo na vida!

Kal J. Moon entrou numa cachoeira e encontrou uma caverna cheia de aparatos tecnológicos. Mas preferiria encontrar dinheiro! Afinal de contas, o ingresso do cinema está cada vez mais caro...

Trailer oficial

9 comentários :

  1. Li bem por cima, pois tenho medo de spoilers, rs.

    Filme parece ser mais um bom filme do Batman, sdds coringa

    ResponderExcluir
  2. Marlo George31 julho, 2012

    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  3. Pode ler tranquilo, James, por que eu também não gosto de spoilers... Meu carro fica muito barulhento com eles, heheheh... Abração carioca!(KJM)

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do seu blog e já estou te seguindo! Parabéns!

    paranoiadasideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que bom que gostou! A gente tem se esforçado muito pra falar de literatura, cinema e quadrinhos sem deixar a peteca cair... Agradecemos a visita e volte sempre, ok? (KJM)

    ResponderExcluir
  6. KJM é um chato! E o filme é excelente!!! hehehehehehe...

    Mas sério... Tirando a parte em que o 2º filme é melhor e que o último parece mais com o 1º, eu não concordo com nada... :D

    Mas tudo bem... Opinião é opinião...
    Continue com suas porretadas por aí, Mr. Moon... Mas longe do Nolan pq teremos problemas... hahahahaha... (brincadeira)

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  7. Téfinha!!! Vc por aqui????

    (Uh, deixe eu passar uma vassoura na casa, hehehe)

    Então, eu tenho um amigo igual a vc, não concordamos em nada quando o quesito é cinema... Mas DESTA vez, tivemos um embate no Facebook e ele concordou com minha resenha dizendo que era exatamente como ele se sentiu ao ver esse filme...

    Mas é aquele caso: gosto é gosto. E não temos dúvidas de que o segundo filme é mesmo o melhor de todos e que este terceiro tem muito do primeiro filme...

    Volte sempre, querida... Já pensou naquela "proposta indecente"...?

    (hmmm)

    (KJM)

    ResponderExcluir
  8. Marlo George05 agosto, 2012

    SPOILER ALERT!!!!!!!!!!!!!! Kal J. Moon é chato mesmo... (isso não é spoiler) Acabei de assistir este filme e confirmei o que já havia previsto: Os três filmes funcionam como uma graphic novel de 3 volumes.

    É um filme bem longo dividido em três partes. Tem uma galera que alardeia que é um filme autoral e blá, blá, blá... Mas eu vi referências de Dark Knight do Miller, "A queda do morcego" (sim, o Bane diz que vai quebrar o Batman) e de outras sagas que não me lembro (a filha do Ras está lá), daí que não dá pra dizer que é autoral. O Robin foi uma surpresa só pelo fato de o Nolan ter dito que não usaria o personagem, já que o Wayne trata o personagem do mesmo jeito que o Adan West. A Selina Kyle apesar de muita gente dizer que a Michelle é a personagem, me surpreendeu. Bonita, inteligente e ágil. Tem uma galera reclamando que não chamam a personagem por seu alter-ego e justificando que é porque ela não ficou a altura da Michelle. Balela! Ela não seria chamada assim, porque ela nunca diz que o nome dela é esse. Apesar do Wayne chamá-la de gatuna. Na primeira trilogia do Aranha, dos anos 2000, o JJ Jameson é quem nomeia os "vilões" e isso é o certo, afinal ele é jornalista, ou seja, a pessoa perfeita pra fazê-lo. Bane não ficou tão legal, mas a referencia do corte de ar dele justifica o lance dele não crescer ao ficar bombado... Enfim... Me convenceu. Acho que vem mais... Com o Asa noturna no lugar do morcegão.

    ResponderExcluir
  9. Não virá mais, VoldeMarlo... A Warner já anunciou que fará um "reboot" da franquia com outros atores e diretores para estrear após o tão adiado filme da Liga da Justiça (que já tem escritor mas nada de diretor, depois de George Miller - Mad Max - abandonar o projeto há algum tempinho pq queria filmar tudo na Austrália). Ou seja, nada de Asa Noturna, Bat Boy, Mulher Gato e afins. E os furos do roteiro ficarão mesmo sem resposta... (KJM)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...