[RESENHA] "Os Olhos do Dragão" de Stephen King

Título original: The Eyes of the Dragon
Título traduzido: Os Olhos do Dragão
Editora: Objetiva (2002)
Ano de publicação (EUA): 1987
Personagens: Pedro, Tomás, Rei Rolando, Randall Flagg, e Rainha Sasha
Conexões: A Torre Negra
Páginas: 282
Sinopse: O mago da corte de Delain, Flagg, decide que agora, depois de quatrocentos anos de espera é a sua vez de governar. Para isso cria um plano para matar o velho rei e incriminar seu filho mais velho, Pedro, deixando o trono para o mais novo, Tomás, que podia ser facilmente controlado pelo mago. O príncipe Pedro é incriminado e condenado a passar o resto dos dias no Obelisco, onde a única coisa que ele pode fazer é planejar sua fuga e um jeito de punir o verdadeiro culpado pela morte de seu pai.

Flagg ao fundo com o Rei Peter
 Ilustração de David Palladini
Resenha: "Os Olhos do Dragão" é um livro de fábula, ambientada no período medieval, escrito pelo mestre de Terror, Stephen King. Este livro possui características diferentes dos livros que estamos acostumados a ler. Tudo porque ele foi escrito para a filha do autor que manisfestou não ser fã de histórias de terror. E para um primeiro livro que beira a literatura fantástica, até que Stephen King se saiu bem. 

Digo isso porque, neste livro, o leitor é presenteado com uma narrativa quase infantil, no entanto, cativante.  E ler as linhas desta obra é como voltar a ser criança. Com certeza, é um livro para ler à beira da cama ou ao redor de uma fogueira. Afinal, o tom na narrativa é, ao mesmo tempo, solene e aventureiro, o que torna quase impossível do leitor não se imaginar fazendo parte da história. 



O primeiro ponto positivo desta obra é que o contador de histórias - por várias vezes - estabelece uma conexão com o leitor para fazer uma observação que possa explicar algum evento ou simplesmente  para fazer pequenas e rápidas piadas sobre os personagens, aproximando o leitor dos mesmos. E esta proximidade estimula a leitura. Ao mesmo tempo, faz com que o leitor crie uma necessidade de "não fechar o livro" ou simplesmente de "não querer ler as páginas tão rápido" porque assim a história também se prolonga. E pasmem! Isso realmente acontece!!! (rssss)
 Ilustração de David Palladini
O segundo ponto positivo é que, apesar do enredo conter elementos clichês, o leitor nunca sabe o que vai acontecer de fato. E quando isso está prestes a ocorrer, o narrador adianta os fatos óbvios deixando bem claro que o autor sabe que o leitor é inteligente. E que vai ocorrer exatamente aquilo que ele (leitor) está pensando. Mesmo assim, o autor pede que o leitor esqueça este fato, por um momento, e observe "como" tudo acontece.  


O terceiro ponto positivo são as ilustrações contidas no livro. Afinal, este é um livro de fábulas. E, como todo bom livro de contos de fadas, as ilustrações não poderiam ficar de fora. E, por último, posso adiantar que este livro está correlacionado à série "Torre Negra", também de autoria de Stephen King.


Enfim, "Os Olhos do Dragão" pode não mudar os parâmetros da literatura mundial mas se vocês estão procurando uma leitura que envolva aventura, personagens cativantes e um enredo muito bem elaborado, este é o livro! Portanto, recomendo!!!

Bjins e inté (Mac Batista)

Curiosidades
  • Segundo King, o livro foi escrito para sua filha Naomi (na época, com apenas 13 anos).
  • Flagg, o vilão do livro, é também o vilão do romance “The Stand” (aqui, "A Dança da Morte") e “The Dark Tower” (A Torre Negra), sendo que os dois jovens príncipes da história, Pedro e Tomás, são ligeiramente mencionados no segundo livro da série “A Torre Negra”.
  • Em “A Torre Negra VI: Canção de Susannah”, quando perguntado sobre seu avô Alarico, Roland diz que Alarico foi para Garlan, a terra ao lado de Delain, para matar um dragão, mas chegou lá muito tarde, porque o último dragão em que partiu do mundo já havia sido morto por outro rei, que mais tarde foi assassinado.
  • Delain é mencionada em “as irmãzinhas de Eluria” como sendo “um país de mentirosos”.
====================>
Stephen Edwin King (Portland, 21 de setembro de 1947) é um escritor norte-americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Os seus livros venderam mais de 350 milhões de cópias. Seus livros foram publicados em mais de 40 países e muitas das suas obras foram adaptadas para o cinema. Embora seu talento se destaque na literatura de terror/horror, escreveu algumas obras de qualidade reconhecida fora desse gênero e cuja popularidade aumentou ao serem levadas ao cinema, como nos filmes Conta Comigo, Um Sonho de Liberdade (contos retirados do livro As Quatro Estações), Christine, Eclipse Total, Lembranças de um Verão e À Espera de um Milagre. O seu livro, The Dead Zone, originou a série da FOX com o mesmo nome. O próprio King já escreveu roteiros de episódios para séries, como Arquivo X, em que ele escreveu o roteiro do episódio "Feitiço", da quinta temporada.
<===================

4 comentários :

  1. Bacana!! Como fã e estudioso da obra de Mr. King, fico feliz de ser um bom livro. Fiquei muito curioso e espero que em nossos próximos encontros possa pegar emprestado contigo, hehehe!!! (KJM)

    ResponderExcluir
  2. Marlo George23 junho, 2012

    Mais um autor que a tal da Marcia (xará da minha mulher) adora e que eu vou ter que detonar os cabelos...

    Marlo George segue em seu rumo à exzpulsão do blog...

    PS.: Eu ia fazer um post sobre o reizão e os filmes baseados na obra dele... Odeio vocês...

    ResponderExcluir
  3. kkkk Marlo...não sei se a sua opinião é digna de uma expulsão kkk, mas talvez seja uma ótima tese para algum estudioso na área da Psicanálise...(rsssss)...Você pode até continuar nos odiando...No entanto,acho válido a sua tentativa em elaborar um post sobre Stephen King...

    PS:acho que vou me dar muito bem com sua espos..ops! mulher...sorry :)

    (Mac)

    ResponderExcluir
  4. Ele é lôco de vagabundo, e fica passando vagabundice pra vcs.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...