Gibi Review #07: "Quadrinhos A2", de Paulo Crumbim & Cristina Eiko

Capa por Paulo Crumbim
& Cristina Eiko
Título: Quadrinhos A2
Autores: Paulo Crumbim & Cristina Eiko
Independente | 144 páginas | Lombada quadrada
Site oficial | Clique aqui para comprar

Resumo bobo da história:
Compilação de histórias cotidianas (ou não!), indo desde "encontros" com alienígenas a uma ida a um grande evento de quadrinhos, estreladas pelos próprios autores e publicadas anteriormente online mas com arte-final exclusiva e partes inéditas. Tudo com muito humor... 





Trecho:
- Se ela aparecer, eu prometo ficar sem comer batata frita durante um mês inteiro!
- Aqui! Aqui!
- Você poderia ter aparecido um pouco antes...


Cristina e Paulo passeiam
pela praia carioca
Resenha: Navegando pela internet, acabei achando um link para o site desta publicação. Traço interessante, personagens bem construídos, storytelling fluente, formato condizente com o preço. Legal. Gostei.

Como tudo o que nos interessa na rede mundial de computadores durante a madrugada, fiz o que qualquer um teria feito em meu lugar: fui dormir e não lembrei de salvar o link pra visitar depois...

Semana passada, visitando um blog de quadrinhos de um grande jornal brasileiro, achei uma matéria falando justamente sobre o que eu havia esquecido. E tinha o link do site pra poder comprar. O preço foi tão convidativo que arrisquei minha primeira compra eletrônica! E não é que "Quadrinhos A2" vale cada centavo?

Antes que alguém pergunte, essa edição não é gigantesca.
O nome da publicação vem duma brincadeira sonora dos autores por estarem fazendo histórias em quadrinhos juntos, "a dois".
Ah, tá...

A verdade está lá fora... ("Tu-tu-tu-tu-tu-tuuuuuuu")
Bem, se eu tivesse apenas uma palavra para descrever essa história em quadrinhos com certeza seria "fofa". Não como muitos adolescentes estão proferindo por aí mas sim no sentido de "aconchegante", "confortável" ou "acolhedora". É um título simpático em que você se sente tão à vontade com os personagens e os enredos a ponto de achar que já lê sobre eles há muito tempo... Já nasceram clássicos!
E se me dessem outra palavra para descrevê-la, seria "esmero". Em raríssimas vezes vi, nos quadrinhos independentes brasileiros, um cuidado tão grande na execução de um projeto como esse. Tudo funciona para o entretenimento. O formato. A capa. O tipo de encadernação. O traço característico de cada personagem. É um produto de qualidade. A diagramação - que ora lembra a linguagem visual dos mangás e em outros momentos se envereda pelos temas universais das tiras cotidianas - é fluida, a ponto de conseguirmos enxergar os personagens se movimentando e até mesmo ouvirmos suas vozes como num desenho animado!

(Paulo teria, em minha imaginação, a voz do dublador Eduardo Borgeth - que fez a voz do personagem Cyborg em Jovens Titãs - e Cristina seria dublada por Luisa Palomanes - que é mais conhecida como a voz da personagem Docinho em Meninas Super Poderosas)

O freelancer esportista e a procrastinadora...
 Os roteiros seguem a linha do cotidiano dum casal comum - ou não, vai saber - por meio de sonhos, desventuras absurdas ou mesmo algo que deveria ser bem simples como ir a um evento de histórias em quadrinhos no Rio de Janeiro. Deveria. Mas quem já foi a qualquer evento do gênero sabe que sempre tem uma história engraçada pra se contar sobre isso. E eles tiveram várias! Todas hilárias!

E se fossem insistentes o bastante para me pedirem uma terceira palavra para descrever tudo, seria "identificação". Quem nunca teve um pesadelo bem esquisito no meio da madrugada ou nunca passou por alguma - ou muitas - situações embaraçosas durante um evento que atire o primeiro pote de tinta nanquim, hehehe...

Curiosamente, numa das cenas, os personagens são impedidos de entrar numa palestra no tal evento - mesmo tendo agendado pela internet anteriormente - porque chegaram atrasados. Eu estive no mesmo evento que eles e também fui barrado mas o motivo foi outro (conto isso aqui algum dia).

O sol carioca é para todos...

Como eles são paulistas, é muito interessante ver como veem o Rio de Janeiro, belamente ilustrado em todas as cenas em que aparece como cenário - o sol carioca foi um "achado"! - mas também expondo alguns de seus incômodos defeitos como motoristas de taxis aproveitadores de turistas... A dupla se complementa, tanto nos quadrinhos como na vida. E isso transparece a cada cena, a cada pequeno detalhe. Bem, "não existe detalhe pequeno demais que não possa ser percebido", como diria Steve Jobs. E aqui nada passa despercebido. Nada está aqui em vão. Tudo tem um motivo: entreter.

Em algumas cenas, sorri. Em outras, solidarizei-me. Mas na maioria me gargalhei bem alto. E olha que eu tava precisando...! Ideal para dar como presente a quem nunca leu uma história em quadrinhos na vida. Porque vai virar fã...

Kal J. Moon quer ser como esses autores quando crescer...

Trilha Sonora: "O Relógio", de Vinícius de Moraes,
na versão da banda Pato Fu


Sobre os autores
Paulo Crumbim & Cristina Eiko


Paulo Crumbim & Cristina Eiko vivem em São Paulo
e trabalham com animação há mais de 7 anos
em produções de longas-metragens e séries de TV.
Em paralelo a essa carreira, ambos vem produzindo
ilustrações e histórias em quadrinhos.

4 comentários :

  1. Oi Kal!
    Me parece uma ótima dica para umas boas risadas.

    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Kal parabéns pela resenha, parece realmente ser bem interessante a história...bjins, Mac.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Fabi e Mac... Realmente, é muito legal... Eu ia levar pra te emprestar, Mac, mas acabei esquecendo... Foi até bom pq depois vi o tremendo peso q vc levou pra casa com as obras de Mr. Sparks e cia, hehehe... (KJM)

    ResponderExcluir
  4. Será minha próxima aquisição! =D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...