Resenha: Falando sobre "A Pedra Encantada de Brisingamen" e "A Lua de Gomrath" (assim como sobre Boneland )

Há alguns anos que a Editora Salamandra lançou por aqui parte da bibliografia de Alan Garner (não, não é o gordinho do filme "Se beber, não case").
Longe de ser confundido com seu homônimo, Alan Garner é um autor inglês, nascido em 1934, que é bem pouco conhecido de nós brasileiros. Dentre os quatro títulos do autor que foram lançados no Brasil destacam-se: "A Pedra Encantada de Brisingamen" e "A Lua de Gomrath" (os outros títulos lançados foram "Elidor" e "A Maldição da Coruja"), uma saga em dois volumes, que contam a história de Susan e Collin, dois irmãos que são perseguidos por estranhas figuras na Borda de Alderley e que são salvos por Cadellin Argentesta, um mago que os leva para as profundezas das cavernas da Filadélfia, onde passam a enfrentar svarts, demônios entre outros perigos.

Os livros foram lançados por estas bandas em 2006, passaram despercebidos e, apesar de tradutoras de peso como as escritoras Ruth Rocha e Ana Maria Machado, continuam pouco conhecidos. Uma pena, pois Garner (que foi citado por estas duas obras no livro "O Senhor do Senhor dos Anéis" de Lin Carter, lançado pela Editora Record, como um dos legítimos herdeiros da fantasia de Tolkien) escreveu uma das mais incríveis aventuras da literatura de fantasia, um clássico inglês, buscando sua inspiração nos mitos nórdicos, celtas e nas suas reminiscências sobre sua infância. É um livro infantil? Sim, mas com tudo para agradar o mais exigente leitor de capa e espada, espada e magia, fantasia e etc...

Garner foi ainda reverenciado por autores como Neil Gaiman que considera sua obra "...uma coisa especial na medida em que foi inteligente e desafiador, com base no aqui e agora, em que verdadeiros lugares ingleses emergiram das sombras do folclore, e em que as pessoas viram-se andando, vivendo e lutando através dos sonhos e dos mito" e Philip Pullman (autor da trilogia His Dark Materials) que foi mais longe quando observou que "Garner é, indiscutivelmente, um grande escritor, o mais importante escritor britânico de fantasia desde Tolkien, e em muitos aspectos, melhor do que Tolkien, porque sua obra é mais profunda e mais verdadeira".

Desde a primeira publicação de "A Pedra Encantada de Brisingamen" e "A Lua de Gomrath" em 1957 e 1964, respectivamente, as obras foram adaptadas apenas para o rádio, pela BBC de Londres, e foi produzido um musical para o teatro baseado no primeiro livro. Mas nunca houve uma adaptação cinematográfica.

Porém, isto pode mudar, já que o autor acaba de anunciar que uma sequência das aventuras de Collin e Susan (prometida pelo a mesmo desde 1989) será publicada em agosto próximo com  o título de "Boneland". Neste novo livro Collin está mais velho e trabalha como professor universitário. Porém não consegue se lembrar de nada do que aconteceu com ele antes dos treze anos, portanto, de nada se lembra sobre suas aventuras com Susan e Cadellin Argentesta. Ele busca a ajuda de um terapeuta para desbloquear sua mente e descobre que sua irmã Susan, está perdida nas Pleiades, e parte em sua busca com o auxílio de um rádio telescópio. Enquanto isso, em um outro lugar, em um outro tempo, um personagem conhecido, até agora, apenas como "Observador" deve encontrar uma mulher misteriosa. Caso Collin e o "Observador" não encontrem as pessoas que buscam, o mundo caiará em uma noite de inverno sem fim, repleta de seres malignos. Será uma aventura baseada em conceitos de multiverso e que promete agradar.

Nicholas Lake, Editor Executivo da HarperCollins (editora que lançará o livro na Inglaterra) disse que o livro é "uma obra prima que servirá para reavaliarmos todas as obras anteriores. Há uma ligação com A pedra encantada de Brisingamen, mas também uma ligeira ligação com Thrusbitch", o que significa que une as obras anteriores de Garner em um único universo. "As pessoas estaram falando sobre estas obras ns próximos anos" completa Lake. Thursbitch é um outro livro de Alan Garner, para o público adulto.

Quem sabe, diante de tal previsão, um dos famigerados estúdios de Hollywood não se interessa e promove uma série de filmes baseados nos três livros, gerando uma nova franquia cinematográfica, que pode servir para divulgar a obra de Garner (ou enterrá-la de uma vez por todas).

Aguardo ansiosamente por este lançamento.

Rock on!
Marlo George

3 comentários :

  1. OI!
    Desculpem minha ignorância mas não conhecia o autor,mas gostei do colocaram sobre o seu trabalho,acho que eu ficaria morrendo de vontade de saber o que o cérebro dele bloqueou,acho que já fiquei.

    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fabi... Eu também não conhecia esse autor... Acho que todos ficamos curiosos em ler e saber o que vai acontecer... Esse vai ser mais um pra minha lista de leitura, hehehe!!!

    ResponderExcluir
  3. Ah, uma das matérias em português mais completas, sobre o Autor e sua obra, que eu já vi. Comprei recentemente os 4 volumes julgando ser uma saga. Fiquei triste por saber que o terceiro volume não foi lançado no Brasil e ''A maldição da coruja'' e ''Elidor'' são livros independentes. Você acha que fará diferença e deixará a história incompleta se não tivemos a tradução de "Boneland"?
    O que achou dos outros livros citados do autor?
    Adorei o blog.
    ~ Fabrício (Mundo Favorito - Youtube) ~

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...