Resenha "As Crônicas de Gelo e Fogo: A Guerra dos Tronos (Game of Thrones)"


As Crônicas de Gelo e Fogo: A Guerra dos Tronos
Ano: 2007 | Editora Leya | FANTASIA


Falar que As Crônicas de Gelo e Fogo: A Guerra dos Tronos é uma obra bem escrita, com personagens muito bem construídos e uma trama envolvente que não dá para parar de ler é “chover no molhado”. Tudo isso já foi dito uma centena de vezes, por diversos meios de comunicação. Até Marion Zimmer Bradley, autora das séries “As Brumas de Avalon” e “Darkover”, afirmou, na década de 90, que “este, talvez, seja o melhor épico fantástico de todos os tempos”.

 “A Guerra dos Tronos”, tradução do subtítulo do primeiro volume de “As Crônicas de Gelo e Fogo” de George R. R. Martin (ou GRRM),  é tão infeliz quanto “A Sociedade do Anel”, o subtítulo do primeiro volume de “O Senhor dos Anéis” de J. R. R. Tolkien,. 

O que temos no livro é realmente um jogo, possivelmente inspirado em uma partida. Uma longa partida de xadrez (que GRRM tem real apreço e que até foi instrutor nos anos 70) e não uma guerra. Assim como não temos no livro de Tolkien uma sociedade e sim uma irmandade, o que é bem diferente. Detalhes (que comprometem o entendimento e atestam contra a integridade da estória) à parte, o que temos nas mãos, quando envergamos o calhamaço publicado no Brasil pela Editora Leya, é um conto, como disse acima, impressionante, muito bem escrito, blá blá blá ...

Porém, o que me chamou a atenção foi o modo como o autor dividiu suas crônicas. A cada capítulo, a estória é narrada por um personagem diferente, o que é incomum nos livros de fantasia em geral. O ponto de vista de cada personagem da trama tem suas peculiaridades. Se por um lado temos o prisma de Eddard Stark ou Tyrion Lannister, em que a estória, respectivamente, torna-se sombria e maquiavélica, pelo outro, ao observamos as crônicas sob os olhos de Sansa Stark ou Danieres Targaryen, percebemos que esta se torna romântica e feérica. O que é contraditório com o ponto de vista de Arya, Bran Stark ou John Snow, quando a estória se torna triste e desesperada. Afinal, como dizem, “o inverno está chegando”.



Daenerys Targaryen
A forma como GRRM move as peças do jogo neste grande tabuleiro também impressiona. Quando menos se espera, uma peça importante é tirada do jogo, seja por assassinato, banimento, traição ou por interesses escusos. As pontas soltas, deixadas por tais ausências, vão sendo amarradas conforme vamos avançando na leitura, o que torna a experiência de ler a obra de Martin algo realmente empolgante. É quase impossível largar o livro.

Apesar de ser considerada uma fantasia, a estória carece de elementos fantásticos. Afinal, neste primeiro volume, a magia, os seres fantásticos e outros ingredientes comuns aos mundos de fantasia aparecem pouco, apenas no prólogo e no final, quando temos uma grande surpresa. O fato é que “Guerra dos Tronos”, primeira parte de “As Crônicas de Gelo e Fogo”, é mais uma estória medieval que uma fantasia medieval. Além do mais, possui temas que raramente são abordados pelas obras do gênero como incesto, homossexualidade e, até mesmo, as drogas.

Quanto à tradução, feita por Jorge Candeias (apesar do absurdo acima comentado sobre o subtítulo), podemos dizer que é competente e a adaptação dos nomes e lugares de Westeros foi bem feita. Por exemplo: King´s Landing foi traduzido como Porto Real. Caso fosse deixado como no original, o significado óbvio do nome da capital do reino se perderia. Afinal, o lugar era realmente um porto e, também,o porto real. Já os nomes e sobrenomes foram deixados intocados. Outra sábia decisão. Ou teríamos, talvez, que lidar com personagens como “Eduardo Forte” (Eddard Stark) ou “Teotônio Cinzalegre” (Theon Greyjoy). No caso específico do apelido de Lorde Petyr Baelish (“Littlefinger”), foi acertada a tradução para “Mindinho” pois revela mais sobre sua personalidade para os que não dominam o inglês. 

Falando em apelidos, eles são muito utilizados por GRRM. Eddard é frequentemente chamado de Ned, Danieres é mais conhecida como Dany, Brandon como Bran e Catelyn como Cat. Penso que o autor fez isso como um modo de simplificar nomes complicados que, geralmente, são usados em estórias fantásticas e podem ser enfadonhos para a grande maioria do público (até o humorista Marcius Melhem inclusive faz piada disto numa de suas peças). Uma grande sacada.

Mas de todas as grandes sacadas de GRRM, a melhor, talvez, seja a criação de Tyrion Lannister, um personagem tão bem construído que lançou seu intérprete na série de TV (o obscuro e, até então, desconhecido, ou melhor, despercebido ator Peter Dinklage) aos píncaros da glória. Tyrion é, de longe, o grande protagonista de um livro que tem vários outros personagens principais. Astuto e ambicioso, apesar de “justo”, o personagem é tão bem resolvido que o público facilmente se identifica e torce com ele, mesmo este pertencendo à mais infame das famílias da série.

Se você ainda não leu, seja por achar o livro muito longo, com um número excessivo de página (impressas em letrinhas miúdas) ou porque já assistiu o seriado na TV, está marcando touca (indispensável gíria de outrora). É um livro obrigatório para quem se diz entusiasta de livros de fantasia ou capa e espada. Se você leu “O Senhor dos Anéis” ou “Os Três Mosqueteiros” e gostou, vai curtir esta série também.

Adaptação para série de TV

Em 2007, a HBO comprou os direitos de uma adaptação para a televisão de toda a série. A primeira temporada de Game of Thrones estreou em 17 de abril de 2011, tendo dez episódios que cobrem o primeiro livro da série. Dois dias após a estréia, a HBO anunciou que havia renovado a série para uma segunda temporada depois das críticas extremamente positivas e do número inicial de espectadores do primeiro episódio, 4.2 milhões.  

Trailer da Primeira Temporada:


Trailer da Segunda Temporada:


Rock on!
Marlo George, é músico, escritor e gostaria que o inverno chegasse logo pois “está muito quente no Rio de Janeiro”...


 
George Raymond Richard Martin (Bayonne, New Jersey, 20 de setembro de 1948), mais conhecido como G. R. R. Martin ou simplesmente GRRM, é um roteirista e escritor de ficção científica, terror e fantasia americano. É mais lembrado por escrever a série de livros de fantasia épica As Crônicas de Gelo e Fogo (Games of Thrones). Em 2011, George R. R. Martin foi declarado como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista TIME.
Fonte: Wikipedia.com

14 comentários :

  1. Concordo com quase toda a matéria (ou com quase tudo q pude ler, já q os banners se enfiam por cima do texto, cortando as primeiras palavras de parágrafos inteiros). Ainda não li os livros, mas eles estão na minha lista de leitura, bem no topo.

    ResponderExcluir
  2. Fala, Paulão! Que bom que vc gostou de quase tudo do texto... Quanto à sua reclamação sobre a visualização do blog, vamos nos dedicar nesses feriados e consertar o que estiver de errado. Agradecemos o feedback e tornaremos esse espaço cada vez melhor pra quem aprecia a boa experiência de leitura... Também tenho esse livro na minha lista de leitura e espero lê-lo muito em breve... Abração carioca!!!

    ResponderExcluir
  3. É verdade, Kal! Estamos começando mas temos mesmo de deixar este espaço aqui bem bacana pra que sempre haja uma maior interação com os fãs da literatura... Agradecemos a dica, Paulão!

    ResponderExcluir
  4. Eu, talvez, tenha começado errado, digo, comecei pelas séries porque, por hora, estou com algumas prioridades, mas por muito que já li, até mesmo entrevistas dos produtores da HBO quanto à série, estou entusiasmado em iniciar a leitura, pois segundo eles, o livro conta com um acervo inestimável de personagens e estórias paralelas que não couberam em 1h de episódio, e que por isso tiveram de ser retirados do roteiro. Um ótimo texto e uma observação fantástica sobre os títulos, principalmente a comparação ao livro de O senhor dos Aneis.
    Aqui está tudo certo quanto à estrutura do texto e as imagens postadas.

    Grande beijo
    satierff.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi pessoal!
    Parabéns ao novo colunista,tem talento para isso.Confesso que não li ainda este livro,tenho minhas desconfianças se realmente iria gostar,por isso ainda não arrisquei.
    Parabéns pelo post Marlo.
    Meninas acho q no domingo vou conseguir que o Jonas cloque o bunner de vcs lá,se acontecer como o esperado aviso vcs que concluiremos enfim nossa parceria.
    Tem resenha nova no blog,Beijada por um anjo-Revelações,se puderem passem por lá.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Então, agora tá tudo certo, nada por cima de nada, e o texto continua fazendo sentido...

    ResponderExcluir
  7. Obrigado, Paulão... Ainda vamos mudar mais alguma coisinha ou outra pra que fique ainda melhor... Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Oi Querida!
    Olha eu tenho medo de ler esse livro por causa da grossura...simplesmente enorme! Mas acompanho a série e é muito boa estou adorando!

    Beijokas
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Amanda!!! rsss...todos falam a mesma coisa...eu não me importo com o tamanho do livro desde que ele seja bom realmente...rsss...mas tb ainda não li nenhum...como eu disse estou acompanhando a história pela série de tv, como vc!!!bjinss e vlw pela visita!!!

    ResponderExcluir
  10. Satierff, obrigada pelo comment!!! é sempre bom saber a opinião de vcs...tb ainda não li a série...rsss, mas acompanho pela tv!!! uhu...rssss bjins e volte sempre, tá?! Mac

    ResponderExcluir
  11. Fabi...então estamos no mesmo barco shauahuah...pois só acompanho a série pela tv...rsss bjinss, Mac.

    ResponderExcluir
  12. Agradeço os comentários postados e espero que o texto sirva para que as pessoas leiam o livro.

    MG

    ResponderExcluir
  13. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..busca.livrariasaraiva.com.br/saraiva/Reverso
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir
  14. Eu gostei as imagens. Na última temporada eu amei, e fiquei emocionada para Game of Thrones 7 season eu estava animado em todos os momentos, me desespero longa espera tanto tempo para ver o próximo, mas já próxima estreia, partilho horários e data de lançamento para esta nova etapa, tenho certeza de que, depois de Então, espere, Game of Thrones vai cumprir as nossas expectativas.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...