Cinebook #01: "Os Vingadores"

Cartaz nacional
Filme: "Os Vingadores" ("The Avengers", 2012, Marvel Studios / Paramount Pictures)
Direção: Joss Whedon
Elenco: Robert Downey Jr, Chris Evans, Mark Ruffalo, Chris Hemworth, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Tom Hiddleston e Samuel L. Jackson

Sinopse
: Após os eventos ocorridos nos filmes "Thor" e "Capitão América - O Primeiro Vingador", Loki está de volta e empreende um plano de invasão alienígena. Somente os maiores heróis da Terra (Homem de Ferro, Thor, Hulk, Capitão América, Viúva Negra e Gavião Arqueiro) podem detê-lo. Isso se conseguirem resolver problemas internos com a agência secreta SHIELD - sob o comando de Nick Fury - além da própria convivência em grupo, uma vez que sempre agiram sozinhos...

Resenha: Nunca fui um marvete (fã dos personagens da editora Marvel Comics). Nunca li uma história em quadrinhos dos Vingadores que me fizesse levar a sério esse grupo. Não gosto do Thor, nem do Homem de Ferro e muito menos do Gavião Arqueiro. Sempre odiei o mordomo Jarvis - que nos filmes virou uma inteligência artificial que "conversa" com Tony Stark de vez em quando - e a ideia de que um grupo de super-herois "mora" numa mansão. E talvez exatamente por isso sou indicado pra escrever sobre esse filme, uma vez que não estou comprometido emocionalmente com a obra original.

Bem, quando vimos a cena pós-créditos ao fim do primeiro "Homem de Ferro", com Nick Fury (Samuel L. Jackson) dizendo que queria convidar Tony Stark (Robert Downey Jr.) pra fazer parte do "Projeto Vingadores", muitos fãs de quadrinhos - eu incluso - deram pulos de alegria no cinema com a promessa dum filme com todos os "Maiores Heróis da Terra" (esse é o slogan "humilde" do grupo que até é dito no filme por Stark em dado momento de deboche).
Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), Capitão América (Chris Evans)
e Viúva Negra (Scarlett Johnasson)

Passados todos esses anos e todos os filmes-solo de cada herói integrante do grupo - dos quais só achei que realmente valeram a pena "O Incrível Hulk" e o primeiro "Homem de Ferro" - a expectativa era muito alta e foi cumprida a contento para a grande maioria dos fãs das revistas originais. E esse é o grande problema do filme. Fala MUITO só para fãs de longa data e bem pouco para quem não conhece o gibi. Se vocês, caros leitores, não tiverem pelo menos assistido aos filmes do Homem de Ferro, O Incrível Hulk, Thor e Capitão América, vão, com toda certeza, ficar um tanto perdido com algumas falas e citações, sem saber sobre o que estão conversando.

O filme também tem um grave problema justamente em seu início. Embora comece com cenas de ação da SHIELD enfrentando o ataque de Loki em busca do artefato chamado Cubo Cósmico - que aqui é chamado inicialmente de "Thesseract" - que está em poder da agência liderada por Nick Fury, o desenvolvimento das cenas posteriores tornam o filme arastado demais em relação justamente aos diálogos e à apresentação de cada personagem. Não é dinâmico em momento algum e extremamente cansativo. E em algumas dessas apresentações, achamos que o filme vai decolar com aquelas cenas estilo "é agora!" mas nunca acontece realmente. Isso dura exatos 55 minutos de projeção até acontecer algo que valha nossa atenção...
"Não me leve a mal... Você até que bate bem...",
diz Tony Stark (Robert Downey Jr.) a Thor (Chris Hemworth)
Outra grande falha do filme é seu elenco. A começar por Mark Ruffalo, que interpreta Dr. Bruce Banner - o alterego do Hulk. Seu papel é o pior do filme e vemos seu esforço hercúleo para dar veracidade a seu espaço ali tentando fazer uma homenagem ao saudoso Bill Bixby (que interpretou o mesmo papel na antiga série de TV do personagem) em vão, fazendo-nos entender porque Edward Norton abandonou o papel... Até o seu figurino destoa de todos ali, fazendo-o parecer algo próximo de um mendigo ou alguém que está na fila da aposentadoria... E ele só tem UMA fala realmente bem elaborada o filme inteiro! Pra não desmerecê-lo completamente, Ruffalo "interpretou" também o Hulk através da tecnologia da captura de movimentos. Para os leigos: todos os movimentos do Gigante Verde no filme são do ator. E, isso sim, foi digno de nota!

Tirando Downey Jr (Homem de Ferro) - que é um excelente ator e somente numa cena se excedeu, deixando a interpretação um tanto over -, os outros são um tanto ofuscados por ele. Chris Evans (Capitão América) ainda não é o personagem que conhecemos nos quadrinhos e parece mais alguém que sobrevive e tenta fazer que os outros também o façam. Chris Hemworth (Thor) repete o mesmo do filme anterior com algumas falas melhores - e uma impagável sobre Loki. Aliás, Tom Hiddleston, que interpreta o vilão, fez justiça a seu personagem aqui porque o roteiro dele é bem melhor do que no filme "Thor", onde parecia encarnar um emo. Mas não tanto como estão dizendo por aí...

Scarlett Johansson (Viúva Negra) e Jeremy Renner (Gavião Arqueiro) justificam suas presenças no filme. Ela mais do que ele pois suas cenas são estonteantes, sexies e de muita atitude, fazendo jus a versão dos quadrinhos. Ele é aquele coadjuvante de luxo, que fala pouco, tem cenas de ação impossíveis - exatamente como o elfo Légolas de "O Senhor dos Anéis" embora sem o mesmo carisma - mas nada além disso. Mesmo Samuel L. Jackson desenvolve seu Nick Fury aqui um tanto burocrático demais...  

Mas, a despeito disso, o filme realmente diverte. Não só com as hilárias falas de Tony Stark - que É e SEMPRE VAI SER o Homem de Ferro numa acertada escolha de papel pra sua carreira - mas em TODOS os momentos em que o Hulk aparece. Se alguém queria um ÚNICO momento pra ir ao cinema, vá para ver o Hulk! Finalmente fizeram algo que justifica o personagem na tela...

Hulk ESMAAAAGA!!!

As cenas da batalha com os alienígenas do filme são muito interessantes embora a direção de fotografia seja fraca, comum, sem grandes ousadias e muito mais do mesmo. Não comprometem mas fazer o dever de casa ajuda de vez em quando...

Meu veredicto? Culpado! Quero ver um segundo filme, claro! Nunca ri tanto num filme de super-heróis! Nunca torci e gritei tanto numa sessão de cinema - que bom que não fui apenas eu pois todos torciam comigo e até algumas mulheres tiveram suspiros arrancados a cada aparição do Thor, hehehe... 

E não se esqueça: quando o filme acabar, ESPERE pois tem uma cena escondida que mostra que não acabou ali. Mas só os fãs mais antigos quadrinhos vão entender a grandiosidade do que é e de QUEM aparece. Se para reunir os heróis nesse filme foi necessário tudo o que vemos no terço final da história, imagine no próximo? Não será preciso nem especular... Então, reservem seus ingressos, comprem um baldão de pipoca e deleitem-se também com esse que não é, nem de longe, o melhor filme de super-heróis de todos os tempos (como estão alardeando por aí) mas, sem sombra de dúvida, é um dos mais divertidos...!

Kal J. Moon é muito parecido com o Homem de Ferro. Não, ele não é bilionário, nem playboy, nunca foi adepto de filantropia, nem de longe é gênio e muito menos possui uma armadura legal pra disparar raios e voar por aí. Mas a arrogância e a barbicha são iguaizinhas...

8 comentários :

  1. Eu gostei. Sinceramente, acho q está próximo do melhor q se pode fazer num filme de super-heróis. Não pq a idéia ou a execução sejam geniais, mas pq as décadas de informação dos quadrinhos não podem ser resumidas em umas poucas horas de filme. Tudo bem q foram sequências de filmes antes deste pra introduzir cada personagem, mas é só pensar nos q ficarm de fora (Visão, Namor, Mulher-Hulk, Vespa, Homem-Formigo, Magnum, Serpente da Lua, Tigresa, Mercúrio, Feiticenta Escarlota, Pantera Negra...) pra ter uma idéia da enormidade da informação q não se tem condições de colocar no cinema. Por isso eu acho q saída pros gibis não são filmes, mas séries inteligentes e bem produzidas como GoT, q inclusive abrem espaço pra produção de trabalhos autorais, como vêm reclamando alguns fãos.

    ResponderExcluir
  2. Concordo contigo, Paulão... Talvez por isso mesmo se tinha uma ideia em relação ao filme "Watchmen" ser melhor aproveitado numa minissérie via HBO (ou qq outra que tivesse cojones pra fazer direito) do que o que foi feito, que ficou, convenhamos no meio termo... Mas o filme "Os Vingadores" não é ruim. Só não achei maravilhoso como um monte de marvete estava alardeando por aí.

    ResponderExcluir
  3. Me parece um filme ótimo !
    concerteza vou ver (:
    http://realityedreams.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Realmente, Tati... É um dos mais divertidos da temporada... Vale a ida ao cinema...

    ResponderExcluir
  5. Acho que o filme cumpre a função de divertir, vi a versão 3D Legendada o que me garantiu bons momentos diversão e só. Se hoje em dia já não espero boas historias em quadrinhos Imagina um BlockBuster, pelo menos contrataram um diretor que realmente entende do assunto os Batman do Joel Schumacher com personagens muito interessantes só renderam caricaturas do que poderiam ser essa é a comparação um roteiro honesto com as informações necessárias rendem boa diversão e não se esqueçam cinema é arte de entretenimento e um negocio Bilionario

    ResponderExcluir
  6. Oi pessoal!
    Estamos loucos para ver para ver o filme,será um programa para todo a família.Adorei o post,parabéns.

    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Kal!!! Bem eu gostei muito do filme..tanto que estou querendo ir ao cinema só para assisti-lo novamente!!!Rssss...então, concordo com tudo que vc disse, principalmente, no que diz respeito ao Hulk!Pô muita falta de consideração o fato de não terem dado a ele falas significativas!!! Mas blz...meio que "compensaram" com as cenas de batalha...kkkkk bjinsss e inté.Mac

    ResponderExcluir
  8. Realmente, Mac... Tb fiquei muito revoltado com as falas do alter-ego do Gigante Verde... Mas vou te emprestar o filme "O Incrível Hulk", com Edward Norton, e vc ver[a a diferença no roteiro... E entenderá pq o ator desistiu de fazer "Os Vingadores"...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...