[RESENHA]"A Saga das Pedras Mágicas - Volume I ao V" de Sandra Carvalho | Por Mac Batista

Há algum tempo acompanho esta saga que é repleta de personagens apaixonantes, rica em detalhes e que me deixa a cada página mais ansiosa. Enquanto rascunhava esta texto, pensava em uma maneira rápida, clara e objetiva para falar sobre este romance épico. Seria novidade e/ou redundante se eu dissesse que este romance escolhi a dedo?! Pode parecer clichê, mas foi exatamente assim! "Once upon a time", eu resolvi entrar em um fórum – na Internet – que oferecia (e ainda oferece!) livros em e-books gratuitos.

Depois de horas literalmente “vagando” pelo site, deparei-me com um tópico com o assunto “Literatura Estrangeira Fantástica: A Saga das Pedras Mágicas, Sandra Carvalho”. Quem me conhece, sabe que sou fascinada por este tipo de leitura. Confesso que fiquei alguns minutos pensando se clicava ou não no link! Afinal, não conhecia essa estória, conseqüentemente, nunca tinha ouvido falar dessa autora! Então, depois de alguns minutos de indecisão total... EUREKA! A “sinopse” me salvou! Cliquei no link e baixei todos os volumes que estavam disponíveis. E, em seguida, iniciei a leitura.
E para minha deliciosa surpresa, percebi que a estória do primeiro livro era tão bem escrita, com personagens tão humanos que não me importei de ler algumas “raparigas” que surgiram “do nada” no texto rssss. (Pois é... Não preciso dizer que, até então, não tinha percebido a nacionalidade da autora Kkk). Eu já estava na metade do livro e era impossível de parar! A autora poderia ser até de outro planeta, nada me impediria de seguir em frente!

Para vocês terem maiores detalhes, abaixo segue capa dos livros e sinopse:

Em "A Última Feiticeira" o leitor é apresentando têm uma profunda ligação à Natureza e aos Elementos, são apaixonados pela Vida e inteiramente determinados na sua coragem. A acção passa-se num tempo em que os sábios Druidas se recolhiam nas florestas para perpetuarem o Conhecimento que em eras passadas lhes fora transmitido pelos Seres Mágicos. O berço da heroína desta história, Catelyn, e dos seus cinco irmãos varões, situa-se na Grande Ilha, cada vez mais fustigada pelos ataques dos Viquingues.

Os senhores locais formaram uma Aliança para os repelirem, consolidando essa política através de casamentos combinados entre os herdeiros das grandes famílias. Depois de uma infância paradisíaca, Catelyn cresce num mundo cada vez mais violento, assistindo impotente às manipulações da maldosa Myrna, a protegida do homem com quem o pai de Catelyn destinou casá-la.

E, após um ataque devastador a sua terra natal, dos tão temidos guerreiros vikings, Catelyn se vê prisioneira e escravizada em um drakkar, a mercê dos mandos e desmandos de pessoas cruéis, à caminho de um mundo e cultura desconhecida e diante do maior desafio de sua vida: sobreviver a paixão que o jarl Throst, mais conhecido como Lobo Cinzento, lhe despertara e suas as consequências.

Já em "O Guerreiro Lobo" as desventuras de Catelyn continuam e o livro se inicia a partir dos dramáticos acontecimentos que encerram o primeiro volume desta saga, A Última Feiticeira, Catelyn é levada com os seus captores para a Terra Antiga. Aí, a jovem feiticeira descobre os fios que entretecem o seu próprio destino com o daqueles que agora a acolhem. Descobre igualmente que aquele viquingue que a salvou de uma morte certa é alguém que ela já tinha vislumbrado em intrigantes visões.

Throst, filho de Thorgrim, é agora o seu senhor. Mas os segredos do Universo, guardados no topo da Montanha Sagrada são indiferentes aos desígnios humanos. Catelyn anseia por apoiar as mãos na Pedra do Tempo e encontrar a solução para os enigmas que a atormentam, assim como por prosseguir a sua aprendizagem da Arte Superior.

Quando o sangue derramado no mar clama por vingança, a heroína enfrenta a mais difícil das decisões: regressar à Grande Ilha, para derrotar Gwendalin e salvar o seu povo, ou permanecer na Terra Antiga, livrar o Guerreiro-Lobo da maldição que o condena, e ajudá-lo na sua grande missão?

Em "Lágrimas do Sol e da Lua", no coração da Floresta Sombria, Aesa, rainha do povo vândalo e mestra da Arte Obscura, engendra um plano para se apoderar das sete pedras mágicas da Feiticeira Aranwen. Entretanto, na Ilha dos Sonhos, Catelyn e Throst, o Guerreiro-Lobo, preparam as suas filhas Edwina, Thora e Freya para assumirem os seus próprios destinos.

Edwina, a primogénita, aceita tornar-se Guardiã da Lágrima do Sol e aguarda o chamamento da Pedra do Tempo. Do outro lado do mundo, Sigarr, irmão de Aesa, treina Edwin para tentar concretizar a profecia que dita que o filho varão do Rei da Lua e da Rainha do Sol terá o poder de fundir a Arte Obscura e a Arte Luminosa para atingir o conhecimento absoluto. Alcançará ele o seu propósito ou ainda haverá esperança de libertar a Lágrima da Lua?

Em "O Círculo do Medo" Edwina é assombrada pelas lembranças que do  desaparecimento de seu amado Edwin nas águas profundas do oceano. Na sombra, os mestres da Arte Obscura conspiram: não desistem de se assenhorear das Pedras Mágicas da feiticeira Aranwen.

Julgando Edwin morto, Edwina, a Rainha do Sol, desposa Ivarr, e todos esperam dela um herdeiro que perpetue a linhagem dos reis vinquingues.  Mas será que mistérios ainda ocultos virão alterar o rumo dos acontecimentos?

Poderão, como profetizado, as essências do Sol e da Lua fundirem-se numa só, para darem origem a um Conhecimento superior, como o de um deus? Serão os nossos heróis capazes de superar todas as provas que lhes estão reservadas?

Em "Os Três Reinos", as sombras da morte e da guerra alastraram sobre o Norte do Mundo e Thora, a loba prateada, desespera ao saber do destino das suas irmãs. Freya encontra-se prisioneira de Aesa, a rainha feiticeira do povo vândalo, enquanto Edwina, a Guardiã da Lágrima do Sol, foi mortalmente ferida.

Será que desta vez nem Edwin, o Guardião da Lágrima da Lua, conseguirá resgatar a sua amada? Do Império, a sul, chegam rumores de que aquele que traz consigo o propósito de lançar sobre a Terra a escuridão eterna já encarnou o Homem.

Que esperança restará aos defensores do Bem, quando até as pedras mágicas da feiticeira Aranwen estão agora nas mãos do inimigo? Estará a profecia dos Três Reinos condenada a perder-se nesta luta caótica sem jamais se concretizar?
   
--->

Enfim, "A Saga das Pedras Mágicas" é um verdadeiro thriller com cavaleiros em armaduras reluzentes e montarias imponentes, contrastando com os temíveis e ferozes vikings e suas armas gigantescas. E memoráveis momentos eletrizantes compostos por muitas batalhas sangrentas, descritas de uma forma tão singular que nos dá a sensação de estarmos presente em cada linha. Inegavelmente, a Saga das Pedras Mágicas é daquelas estórias que, depois de lida, ganha um lugar cativo em nossos corações e em nossas estantes!!!

E sabem por quê? Porque esta saga transmitia o que há de mais profundo no ser humano: a busca pelo amor verdadeiro, a fé que move montanhas, a ganância, a inveja, a soberba, o espírito guerreiro inabalável que enfrenta tudo e todos em nome de um código de honra ou um objetivo maior que as próprias necessidades. E enfatizava, também, a questão do livre arbítrio para traçar o próprio destino! E tudo isso dentro do universo composto pela Cultura Celta e Nórdica, o que despertou mais ainda a minha avidez em saber como estes dois mundos, tão divergentes entre si, poderiam se unir em prol de um bem maior!

E, sim, eu recomendo a leitura de todos os livros!                  

[Spoiler] Há quem diga que alguns fatos narrados nessa saga se assemelham ao da Trilogia Sevenwater de Juliet Marillier. E isto é verdade... Até certo ponto! Fica claro depois de lermos a trilogia que Sandra Carvalho foi influenciada pelas obras de J.M.! E só! É nítido o momento que esta influência deixa de existir em suas estórias. Afinal, quem nunca se inspirou em seu ídolo que atire o primeiro livro! :) [Spoiler]


Os três livros da saga que ganharão resenha individual:



Sobre a autora:
Sandra Carvalho nasceu em 29 de julho em 1972, na cidade de Sesimbra - Portugal. Depois de anos rascunhando o primeiro livro da saga, tomou coragem para enviá-lo para algumas editoras. E para sua surpresa, obteve a resposta que tanto almejava. Após a publicação de    "A Saga das Pedras Mágicas: A Última Feiticeira"
(Editora Presença: 2005), tornou-se uma das maiores escritoras de Literatura Fantástica em Portugal. Seus livros ocuparam a posição de Best Sellers por várias semanas consecutivas, ultrapassando fronteiras, chegando até o Brasil.

   Fonte:  http://www.presenca.pt/autor/sandra-carvalho/
                  http://www.wook.pt/authors/detail/id/20781       

6 comentários :

  1. Bem , vc podia ser de outro planeta q eu iria comentar kkkk
    Eu soh percebi no segundo livro q se tratava de um livro portuga... ants achavam q era alguns erros d traducao...
    Bateu a depressao agora...
    Preciso ler a sarcedotisa dos penhascos...
    Acho q ate la farei como fazia na saga de House of night.
    Reler tudo enquanto espero oportunidade de ler o proximo.

    Ps: eu qria tanto entender A gente bela e pasmei ao ver escrito elfos!!!

    Agora o que eu queria msm saber eh em que paises se passam...

    Deduzo que a Ilha dos Sonhos seja a Islandia e o pais dos Vikings seja a Suecia .. nunca gostei d historia mas me peguei procurando por fjordes e jarls!!

    ResponderExcluir
  2. Bem , vc podia ser de outro planeta q eu iria comentar kkkk
    Eu soh percebi no segundo livro q se tratava de um livro portuga... ants achavam q era alguns erros d traducao...
    Bateu a depressao agora...
    Preciso ler a sarcedotisa dos penhascos...
    Acho q ate la farei como fazia na saga de House of night.
    Reler tudo enquanto espero oportunidade de ler o proximo.

    Ps: eu qria tanto entender A gente bela e pasmei ao ver escrito elfos!!!

    Agora o que eu queria msm saber eh em que paises se passam...

    Deduzo que a Ilha dos Sonhos seja a Islandia e o pais dos Vikings seja a Suecia .. nunca gostei d historia mas me peguei procurando por fjordes e jarls!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Aline, tudo bom?! Bem você ficaria mais aliviada se eu confessasse que só percebi que o livro era de uma autora Portuguesa lá pela metade de "A Última Feiticeira"? ahahaha. A expressão "rapariga" foi que me chamou atenção, então, resolvi pesquisar, mas não me desanimei por ser uma leitura das terras lusitanas. Muito pelo contrário, o Português de Sandra é bem tranquilo, pois ela é de Lisboa...! Então, relaxei e aproveitei a leitura!

    Em relação ao local de origem dos Vikings: eles vieram da Escandinávia, território que abrange a Dinamarca, a Suécia, a Noruega (numa forma mais estrita) e Finlândia, as ilhas Feroé e a Islândia (num sentido amplo). Portanto, a sua análise não está errada!rssss Agora, a geografia na saga abrange não somente a Escandinávia como, também, a Grã-Bretanha (Inglaterra, País de Gales e Escócia). No entanto, de acordo com o meu entendimento, Sandra fez menção apenas a Inglaterra.

    Ao contrário de você, desde de novinha, sempre fui apaixonada pela Cultura Viking, mas todas as informações que eu tinha sobre este povo eram sempre negativas. A Sandra meio que romantizou, deu uma outra vertente a esse contexto histórico da humanidade e me fez repensar alguns pontos!rs... Espero ter ajudado! Boa leitura!bjs bjs

    ResponderExcluir
  4. Ajudou sim. =) nem lembrava mais desse comentario.
    aline_denaly@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. No fim dos livros, Thorst e Cat ficam juntos?

    ResponderExcluir
  6. Olha... de uma forma ampla, sim! Eles ficaram juntos no final! Rsss

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...